Final do Tour de France, início de mais protestos

Os franceses voltaram às ruas no sábado (17 de julho) para mostrar ao Presidente Micro Macron que as coisas não serão tão fáceis como ele pensa.

No dia seguinte, mais protestos pelo país. Mas em Paris, além da polícia, militares com armas automáticas impediram o acesso aos Champs Elysées. Será que o motivo era a final do Tour de France?

Allez, allez!!

https://confrariadeelite.com.br/wp-content/uploads/2021/07/v1-1.mp4?_=1

PARIS – 17-07-2021 LIBERTÉ!
As ruas de Paris foram tomadas pelo povo contra a imposição da vacina, passaporte sanitário e as restrições e punições a quem não quiser tomá-la. A polícia tentou dispersar o protesto usando gás lacrimogêneo, mas não adiantou.

Os protestos não foram apenas na Capital francesa.

A quem caberá a Bastilha dessa vez?

Ao povo ou ao governante tirano e seus asseclas?

https://confrariadeelite.com.br/wp-content/uploads/2021/07/v2-1.mp4?_=2

NARBONNE – 17-07-2021 – Liberté!

https://confrariadeelite.com.br/wp-content/uploads/2021/07/v3-1.mp4?_=3

PAU – 17-07-2021 – Liberté!

https://confrariadeelite.com.br/wp-content/uploads/2021/07/v3-1.mp4?_=3

TOULOUSE – 17-07-2021 – Liberté!

https://confrariadeelite.com.br/wp-content/uploads/2021/07/v5.mp4?_=5

MARSEILLE – 17-07-2021 – Liberté!

https://confrariadeelite.com.br/wp-content/uploads/2021/07/v6.mp4?_=6

METZ – 17-07-2021 – Liberté!

https://confrariadeelite.com.br/wp-content/uploads/2021/07/v7.mp4?_=7

LYON – 17-07-2021 – a polícia tenta intimidar os franceses com gás lacrimogêneo e a resposta do povo é :
LIBERTÉ! LIBERTÉ!

PORTUGAL – PROTESTOS – 18-07-2021

O movimento “Acorda Portugal”, foi criado numa mobilização através das redes sociais.

No Porto, a concentração foi na praça de Leões, junto à Reitoria universitária.

Em Lisboa a manifestação saiu do Terreiro do Paço à Assembleia da República.

“Saímos à rua para defender a nossa liberdade, e contestar a medida do certificado digital Covid-19 assim como as medidas que constantemente atropelam a nossa Constituição”.

O “Acorda Portugal” é um grupo de cidadãos “sem ligação a partidos políticos”. Em apenas dois dias, reuniram mais de 10 mil pessoas.

Segundo Cátia Moura, do Movimento “Acorda Portugal”, o que o que está em jogo é a liberdade e nenhuma medida opressiva e absurda que vai de encontro à Constituição pode ser tolerada.

https://confrariadeelite.com.br/wp-content/uploads/2021/07/v8.mp4?_=8

LISBOA – 18-07-2021

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *