20 de abril de 2024
Colunistas Joseph Agamol

Andam tentando lhe convencer que a Beleza é algo supérfluo em sua vida

Foto: Grace Kelly, em 1955, por Howell Conant

Mera perfumaria. Inutilidade. Desperdício. Desatino em tempos de crise.

Que outras coisas há que mais importantes? Não se engane!

O ataque das hostes sombrias contra o mundo tem seu ponto de partida na violência contra a Beleza. Eles sabem. “Deixemos o mundo feio. Tornemo-lo triste. Nivelado por baixo. E eles não terão mais anima para a contenda”.

Quando vir ou ouvir ou intuir esse discurso profano, quando seus olhos se confrontarem com o cinza, com o monótono, com o padronizado e repetitivo, quando em seus ouvidos ecoar a cacofonia que chamam atualmente de “música”, não normalize.

Sinta-se insultado!

Porque é disso que se trata, é disso que estamos falando, de insultos, impropérios, dirigidos à sua condição humana, ao legado de seus ancestrais. Eles conjuram o feio. Reaja!

Invoque o Belo!

Se um mantra de beleza fosse uma imagem, seria Grace Kelly.

Joseph Agamol

Professor e historiador como profissão - mas um cara que escreve com (o) paixão.

Professor e historiador como profissão - mas um cara que escreve com (o) paixão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *