5 de março de 2024
Colunistas Marco Angeli

Lixo fora do ar

Especial de natal da porta dos fundos é suspensa na Netflix por decisão judicial.

Hoje, por decisão judicial, o ‘especial de Natal’ do porta dos fundos foi suspenso.
O desembargador Benedicto Abicair, da 6° Câmara Cível do Rio de Janeiro mandou suspender imediatamente ‘A Primeira Tentação de Cristo’, dos comediantes dos fundos.
O desembargador alegou que, em vista do ‘ataque’ à produtora, é mais benéfico à sociedade brasileira tirar a porcaria do ar.
Bom, o desembargador obviamente não usou a palavra ‘porcaria’, mas como não somos desembargadores, nos permitimos essa licença poética.
O pedido para a retirada foi feito pelo Instituto Dom Bosco de Fé e Cultura.
Benedicto afirma também, em sua ordem, que o conteúdo‘ é considerado por muitos como extremamente ofensivo à fé dos católicos e também à outras religiões’.
Com toda a razão.
Não fosse o fato da maioria da população brasileira ser cristã, a ofensa à qualquer grupo, mesmo que fosse minoritário, é inaceitável.Inclusive em nome de um humor duvidoso e pobreta.
Todo o material referente ao ‘especial’ deve ser retirado do ar no ato.
Trailers, making of, propagandas, tudo está proibido e fica para o livro da biografia dos comediantes apenas.
O cerne da questão foi o ‘ataque’ sofrido pela produtora, que ao que tudo indica foi um tiro no pé.Ou nos fundos mesmo.
O autor da façanha, Eduardo Fauzi, se mandou pra Rússia depois de jogar as bombinhas na produtora, coisa estranha.
E é hoje procurado pela Interpol.
Porque um maluco radical de direita se refugiaria na Rússia?
Só faltava ter ido buscar asilo em Cuba.
A alegação principal do magistrado é que deve-se suspender para evitar mais transtornos como esse.
Assim, a palhaçada dos histriões parece ter terminado mal.Foi estabelecida uma multa diária de 150 mil no caso de desrespeito às ordens do desembargador.
É bem improvável, mas talvez isso provoque nos gajos a reflexão de que, antes de produzir qualquer merda pra causar e faturar, é melhor pensar.
Já não estamos em época de Queer Museum, curadores analfabetos ou ‘ator’ fazendo performance pelado pra crianças.
*Em tempo: até o premiê polonês, Jaroslaw Gowin, acabou pedindo à Netflix que retire o lixo do ar, em pedido ao CEO da empresa.
Fonte: www.marcoangeli.com.br

Arquivados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *