O bobo da Corte

Falaram tudo? NO! Esqueceram um detalhe… Faltou o detalhe… Elementar meu caro, Harry!

O bebê chorão real é um “Maria-vai-com-as-outras”, como dizem as avós – a minha e a dele. Pelado em Las Vegas, vestido de nazista, e apaixonado pela milionária sul-africana nobre de valores, carismática, alegre e queridíssima Chelsea Yvonne Davy.

O relacionamento durou sete anos, mas Chelsea terminou com o príncipe alegando que não se enquadraria nas obrigatoriedades reais. Ela, da mesma idade do príncipe, 35 anos, hoje é uma respeitadíssima Business Woman, casada sem necessidade de causar na mídia ou onde quer que seja.

Contam ali entre jogos de dardos e golfe que o motivo do rompimento foi outro. Chelsea amadureceu com o passar dos anos e não aguentou a infantilidade e a vidinha de esbórnia do irmão mais novo do elegante príncipe William, para tristeza da Rainha e do pai dele, o príncipe Charles.

THE POINT OF NO RETURN

Parece que o “bebê chorão” já está querendo voltar para o castelo. Está com medo do “escuro”. O mar não está pra peixe desertor. Ele passou dos limites e parece que a Rainha está FURIOSA!

Parece não. Está! Ela tinha que garantir o degredo perpétuo desse esculhambador Pompidou.

Antes do reencontro do desertor e a esposa Meghan-lomaniaca dele com a Família Real, Queen Elizabeth se reuniu com os fiéis escudeiros dela. Estava “amarrotada”, com cara de poucos amigos, sem a tradicional verve de ironia e bom humor. Circunspecta. Como se tivesse levado uma punhalada pelas costas. E levou…

E uma semana depois de anunciarem o desligamento dos compromissos reais, o casalzinho “Meghan&Harry S.A.” (leiam Soros Incorporation) houve o reencontro na casa de veraneio em Sandrigham.

Pela expressão da Rainha até o Todo-poderoso deixou ela passar no saltinho: “dez mil cairão à sua Direita, e um cairá do cavalo”. O Reino da Inglaterra está indignado. E Deus também. God save the Queen!

Sinceramente? Quem não está? Qualquer pessoa que tenha princípios não pode estar vendo tudo isso com bons olhos. Desrespeitou a avó. E vai além: o respeito ao povo. Ao desrespeitar a Rainha, cuspiu no Reino inteiro.

Na foto oficial na casa de campo em Sandringham o clima pesado nas expressões deu o tom.

Harry com cara de bunda. Meghan-lomaníaca, que fechou contrato com a Disney com cara lavada de puro cinismo custava a esconder a satisfação e vestida de preto com roupa de gala em evento no campo.

A Família Real anunciou um período de transição. Vai custar muito caro para esse Infantiloide.

THE WHO

Meghan era um nada, fulaninha do elenco última classe americano e nome em lista das festas “purulentas” na mansão de um miliardário russo no Canadá. Daquelas em que todos miam, latem, e que termina com corpos jogados pelos sofás, debaixo das camas, pelo jardim, dentro dos lugares inimagináveis como lareiras e num day after pavoroso… Zurram e urram também.

NO SURPRISE

Em tempos do Obama a fauna fazia coisa parecida naquela sala presidencial da Casa Branca. Queimaram a rosca e até às cortinas…


E tem santo do pau oco que conta. A “extrema imprensa” (usando o termo da jornalista Lucia Sweet), de porre, fala… E sempre tem um segurança, um garçom que ninguém vê e tudo vê.

WHAT MATTERS?

O dono da mansão “WTF” no Canadá é um miliardário russo, mas não tem nada a ver com o Putin. É da turma do judeu Soros.
Mas, Israel não tem nada com isso.

Engula o seu antissemitismo barato e a visão terraplana do que é comunismo e capitalismo. Obama é comunista, os Clinton, idem. Putin, não. Um conservador.

FROM NOW AND THEN

Se Harry é filho bastardo ou quem é filho de quem, não interessa. Ele é príncipe, se legítimo ou não, a ele faltam caráter e majestade.

O miliardário dono da mansão é russo, e daí? Ele é do esquema Soros, do esquema Epstein, ou “tamo junto” em “ALL of them?”

Soros é judeu? Podia ser ateu. Ele é mau caráter e demoníaco: um Lúcifer zebedeu.

THE AUSTRIAN EMPEROR

Vamos lembrar que foi a Áustria que barrou os islâmicos há alguns séculos. País que tinha em 2017 o jovem chanceler Sebastian Kürz com pouco mais de 30 anos num governo conservador de coalizão com a Direita. E um ministro com experiência suficiente para colocar a casa em ordem, beneficiar as famílias de jovens austríacos e cortar todo o esquema de imigração e benesses para islâmicos invasores e mamadores. A coisa ia muito bem.

STAR WARS

Roger Waters abriu sua turnê em 2017 em Viena com telões e discurso radical contra Trump, contra o Brexit e contra o governo de Direita da Áustria.

Colocou a ala esquerda festiva na segurança do evento: apenas homossexuais e no meio de um espetáculo de pura militância atirou copos de cristal na plateia e mandou a esquerda festiva invadir a área. Resultou em processos contra ele: do público e dos integrantes do Pink Floyd (ou herdeiros) por denegrir a imagem da banda usando músicas do pink Floyd.

Mas o mecenas George Soros arca com os custos e prejuízos.

A STUDY IN SCARLET

Pouco depois, um vídeo de um verão anterior mostra o vice de Kürz numa casa de praia na Espanha, meio grogue, falando para uma “atriz” russa que se passava por empresária querendo investir em grande empresa de mídia na Áustria. Ele fala umas bobagens, manda abrir fundação.

O vídeo foi suficiente para o bombardeio Merkel e da imprensa alemã. O chanceler Sebastián Kürz, apavorou e meteu os pés pelas mãos. Aceitou demitir o ministro que estava garantindo todo o sucesso do governo dele. Mas com isso, todos os ministros anunciaram a saída do governo.

Ficou Kürz e o vice-tolo que foi filmado. O governo caiu e a presidente da suprema corte austríaca assumiu para uma transição convocando novas eleições. Sebastian Kürz, agora com 34 anos, foi reeleito, mas o governo dele dessa vez fez alianças com o centro e a esquerda.

THE ADVENTURE OF THE FINAL PROBLEM

Meghan não era ninguém e continua a ser ninguém. Igual a tal “atriz” russa que enganou o vice-chanceler austríaco. Harry é um príncipe de caráter fraco e facilmente manipulável. O chanceler austríaco era inexperiente e sem a devida maturidade.

Que tal gravações feitas pela “Pata Hari”, Meghan? Que tal a colocação de microfones e itens e câmeras seguindo certas ordens de terceiros?

Fácil usar alpinistas como Meghan, que do elenco daquelas tais festas no Canadá saltou para um palco que ela jamais sonharia agarrando um príncipe com baixa autoestima e caráter bem duvidoso…

But at last, not at least, Meghan & Harry são tão descartáveis quanto, Andrew, o pedófilo, excluído dos eventos reais pela Rainha.

Resta saber o grau de informações garantidas aos opositores do Brexit e da Realeza Britânica.

Qual o preço a pagar? Até que ponto a grande Rainha Elizabeth vai aguentar.

Meu Reino por um cavalo…

E um príncipe que nunca passou de um sapo.

Elementary, my dear Watson!

(As Conan Doyle, did I also let to you other clues inside my Text. (Assim como Conan Doyle, deixei pistas no próprio texto)

“Tyger, tyger,
burning bright
in the forests of the night
What Immortal hand or eye
could frame thy fairfull symetry?”
William Blake – The Tyger

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *