O perdão do PT depois de ter arruinado o Brasil


Após a retumbante derrota nas eleições de 2018 e das muitas desfiliações, o colunista Ascânio Seleme de o GLOBO defendeu que “É hora de perdoar o PT… o “ódio dirigido ao partido não faz mais sentido”.

O apelo cairia no esquecimento, se não fosse a bombástica declaração do presidente do PT, Gleisi Hoffmann, de que o “PT não está pedindo perdão e não precisa de perdão. O PT precisa de Justiça, para Lula e para toda a perseguição que o partido sofreu.”

Vamos refrescar a esquecida memória da deputada petista, “ré em um processo da Lava Jato no Supremo”, além de duas denúncias e um inquérito sobre empréstimos consignados no Ministério do Planejamento, comandado, na época, pelo marido, que chegou a ser preso.

Para perdoar o PT, é preciso primeiro que o ParTido devolva o dinheiro roubado do povo, ao longo de 16 anos no poder, arruinando o país e aumentando a fome no “núcleo duro da extrema pobreza”

Depois, é preciso que haja também uma completa justiça, pondo de volta o chefão da maior organização criminosa da história do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva na cadeia.

No dia 13 de julho, o Ministério Público da Suíça, em Berna, rejeitou o pedido dos 2 advogados do ex-presidiário Lula para terem acesso aos “arquivos originais do sistema de propinas da Odebrecht” e tirar proveito do acesso. O MP, em Berna, reiterou que somente pessoas implicadas em processos na Justiça suíça têm esse acesso. (UOL.23.07)

Há ainda a cupincha de Lula, a ex-presidentA e ex-terrorista Dilma Rousseff. Segundo a PF, o MP e a Justiça Eleitoral poderá ser condenada, devido às “fartas evidências” em pelo menos 7 crimes, desde os de “improbidade administrativa, extorsão, falsidade ideológica, desobediência”, até os “de responsabilidade fiscal e eleitoral.”

Isto, sem incluir os sete anos da Dilma na presidência do Conselho de Administração da Petrobras, em que a estatal sofreu a maior corrupção da sua história com a compra da Refinaria de Pasadena, no Texas.

O último romance policial da TRILOGIA DO APOCALIPSE narra ficcionalmente os bastidores da compra e do poder corruptor.

Apesar da criminosa gestão na Petrobras e do impeachment por crime de responsabilidade fiscal, senadores, influenciados pelo então Presidente do STF, mantiveram, ACIMA DA LEI, os direitos políticos e os 3 régios salários da Dilma, suas mordomias, carros, motoristas e seguranças. Tudo pago pelo sofrido contribuinte.

Nas últimas semanas, dois governadores do Partido das Trevas, vulgo PT, foram denunciados por corrupção. Pela Operação Alto Escalão da PF, o ex-governador do Distrito Federal estaria envolvido com propinas milionárias em contratos de leitos para a rede de saúde. Já o govenador petista do Piauí em desvios de R$ 50 milhões na Educação.

Crimes que nos levam ao consenso de que NÃO “É hora de perdoar o PT”, como o colunista de O Globo tanto defende.

Só no Brasil, um Presidente, eleito democraticamente, em plena guerra contra o coronavírus, protegendo economicamente os mais desfavorecidos e os desempregados, têm que garantir privilégios à ex-sequestradora do embaixador americano, gritantemente anticonstitucionais.

O povo brasileiro quer é que se faça JUSTIÇA, pondo todos os petistas corruptos, que não são poucos, na prisão comum, sem mordomias, sem televisão e sem perdão.

Com Deus acima de TODOS e de TUDO para que nenhum ex-presidente ou cidadão esteja acima da Lei.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *