Uma história de amor e ódio pelo Botafogo


Nunca dei bola para futebol. Aliás, sempre ignorei e nunca torci para time nenhum, mas convivendo 35 anos com um flamenguista apaixonado, acabei gostando do Flamengo. Não sei quem é o time, que dias joga, etc e tal.
Não me lembro quando, mas teve uma final não sei do quê entre Flamengo e Botafogo e o maridão comentou que o Botafogo não ganhava há 20 anos (mais ou menos isso). Ele foi ao Maracanã e eu fiquei em casa e disse claramente: você me desculpa, mas vou torcer pelo Botafogo.

Como assim Yvonne? Porque sou da época do Garrincha, dos meninos da minha rua torcendo pelo Botafogo e morando no bairro de Botafogo. Este ano ele vai ganhar e de fato ganhou.
Tudo bem, até que acabou o jogo e os botafoguenses puderam colocar para fora 20 anos de alegria e sofrimento por tão longo período. Não consegui dormir e por pouco fui para dentro do banheiro de porta fechada com a minha filha. Os berros acabaram quase com o nascer do sol, rs.
O maridão é apaixonado pelo Flamengo, mas não é um torcedor desequilibrado. Quando contei o meu infortúnio ele morreu de rir. Aliás, ele chegou de madrugada em casa, porque estava com os seus amigos botafoguenses.
Pois bem, por causa desse episódio que até hoje ele diz que eu sou uma falsa flamenguista e que o meu amor é o Botafogo, rsrsrs. Nem pensar, porque a minha torcida acabou naquela noite com a barulheira, rsrsrs.
Exagero de minha parte, sou flamenguista equilibrada e na falta de torcer pelo meu time, torço APENAS, eu disse APENAS, mais uma vez APENAS pelo Fluminense (time da filhota e norinha) e o Botafogo. Aquele outro nem pensar enquanto tiver um certo senhor lá.
Parabéns Botafogo. Não está escrito em local algum que o nosso time tem de vencer sempre.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *