Te amo, te adoro, te idolatro, te venero…


Ela solteira com filha adolescente. Ele divorciado. Se conheceram e se amaram loucamente. Sem você eu vou morrer Te adoro, te amo, te idolatro, te venero. Sexo em todos os momentos.
Deixaram de usar camisinha, porque não tinha chance de ela engravidar. Só que ela engravidou, a vida desconhece algumas verdades médicas quando quer fazer milagres.
Após esse dia o sexo acabou. E tome de bares, noitadas, amigos e ela sofrendo por dois motivos: a não desejada gravidez e o pouco caso dele, a falta de amor. Nove meses de sofrimento e eu a aconselhei várias vezes para não se sentir tão infeliz com o neném na sua barriga. Bom, a criança veio ao mundo e acabou a tristeza dela com relação ao garoto, mas o marido na mesma.

E aquela mulher linda virou uma coisa esquisita, roupas feias, falta de maquiagem, desânimo, mas feliz com o filho. De vez em quando um sexo básico do tipo “vou comer a patroa”. Ele fazia um imenso favor, mas ela tudo observava. O tempo passou e ela só prestando atenção.
Comprou roupas, voltou a se maquiar, foi para a academia e a vontade de viver cada vez mais forte. Voltou a ser paquerada. Os homens percebem de longe quando a mulher está esplendorosa e com fogo na alma. Não fogo-sexo e sim fogo-vida, fogo-felicidade. Autoestima alta.
Acabou com o casamento e agora o cara descobriu que a ama. Do jeito dele, é verdade. Uma mulher maravilhosa, boa mãe, boa filha, trabalhadora, de casa pro trabalho e do trabalho pra casa. Agora ela voltou a ficar linda. Hoje estava brilhando mais do que o Sol. E ele que ainda não saiu pra valer de casa esperando um apartamentinho que vai alugar por esses dias está vendo a sua ex mais maravilhosa do que nunca.
Sei que ele vai se recuperar, é novo e a vida vai lhe dar mais chances de ser feliz, mas espero que ele tenha aprendido que não se brinca com os sentimentos dos outros.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *