Quanto mais plural melhor

cropped-falandocerto1600_2016_A
Queridos leitores, a televisão ficou o dia todo ligada no terça-feira. Ora vendo esportes ou a TV Senado. Não vimos tudo, porque saímos para uma diversão básica. O dia estava bonito.
O pouco que vi dos “Vossas Excelências” me deixou de queixo caído. E eu até fui pesquisar se acabaram com o plural. “Os homem”, “as lei”, “os inciso”, enfim, esses exemplos infelizes foram meus. Eu agradeço por não ter ouvido “os pessoal”. UFA! Ainda bem.
Sim, sou chata e acho que todo mundo deveria escrever ou falar razoavelmente bem. Eu perdoo à pessoa humilde, mas acho INADMISSÍVEL um senador falar errado.
A língua é dinâmica. Diversas palavras mudaram o seu sentido, mas “PELAMORDEDEUS”, vamos preservar pelo menos o mínimo que é um singelo plural.
Ah sim, antes que alguém me jogue pedras, o INADMISSÍVEL acima só saiu, porque o computador me corrigiu quando escrevi “INADIMISSÍVEL”. Desta forma, então faço parte do grupo que anda de bico para a língua portuguesa e escrevendo besteiras, mas eu não sou senadora, não dou palestras e sou um nada neste vasto mundo.
Então, da mesma maneira que devemos ter um carinho pelo nosso hino, por nossa bandeira, podemos ter também um pequeno afeto pela nossa língua.
Olavo Bilac escreveu uma poesia que começa com o verso “Última flor do Lácio, inculta e bela…”. Nunca entendi direito o motivo do “inculta”. De uns tempos para cá já deu para ter uma ideia.
Um lindo final de semana para todos, um feliz dia dos pais para quem é papai e até a próxima semana.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *