Mercado Negro


Google – G1 – Globo

A primeira vez que ouvi o que era isso foi em 1964. Morava em uma rua sem saída e na esquina tinha a quitanda do Seu Oliveira que manteve a porta do seu estabelecimento parcialmente cerrada.

O Rio de Janeiro, pelo menos em Botafogo, era um cemitério.Todos com medo e comércios fechados.

Seu Oliveira vendia de tudo, menos carnes, mas manteve a decência e a hombridade de não aumentar o preço.

Não me lembro se a minha mãe conseguiu comprar proteínas. Uma amiga dentista que, por força de sua profissão, comprava um pacote de máscaras por R$ 22,00 no máximo, agora comprou o mesmo pacote por mais de R$ 50,00.

Eu penso que quem faz esse tipo de coisa merece a pena de morte.

Sim, estou exagerando, mas é o que eu acredito. No meu entender isso é um crime de alta traição ao seu país e ao seu povo.

Fiquem preparados, pois se o coronavírus se espalhar como uma gripe, vai ter gente que vai se prostituir para comprar álcool.

É uma pena que eu vou morrer antes de ver o Brasil se tornar um país decente, mas espero que pelo menos os meus netos sejam mais felizes do que eu.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *