Mais gente indo embora…


Ninguém é obrigado a viver no país onde nasceu. Existem os aventureiros, os que sonham com uma carreira inexistente no seu país, os refugiados de guerras e conflitos, os que encontraram a sua cara metade no exterior, enfim o que não falta é exemplo.
No entanto, o que está me doendo é saber do tanto de gente que simplesmente não encontra trabalho e vai tentar a vida fora. Não é carreira do tipo astronauta da NASA ou estrela de Hollywood, é trabalho MESMO, ainda que chato, estressante ou monótono. Não há trabalho.
É duro abandonar toda uma vida, cultura, tradição, familiares e amigos.
Alguns emigrantes se amparam no fato de que isso aqui é uma bagunça, que há violência, corrupção e tudo mais que sabemos, mas de madrugada deve bater uma saudade imensa do feijão com arroz e até mesmo da Ana Maria Braga e similares.
Aqui é a nossa terra onde se encontram as nossas raízes.
Pior ainda deve ser para quem é refugiado, porque esse não tem escapatória. É pegar ou pegar ou morrer.
Mais um casal jovem que eu conheço está indo embora.
Vão, porque não têm outra opção. Eu só espero que eles não mudem e achem que são nativos do país para onde eles vão.
É feio morar fora e falar mal do Brasil. Por mais que a pessoa pense que é europeia ou americana, ela continua sendo brasileira.#prontofalei.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *