Ah, essa mídia…

Donos-da-midia
Queridos leitores, as revistas femininas escrevem matérias superinteressantes sobre as mulheres se aceitarem do jeito que elas são. Maravilha. E tome de conselho. O corpo é seu, a vida é sua, ganhe o seu dinheiro, abra seu negócio, enfim uma verdadeira aula de autoajuda. Lá nas páginas 100 até a 140 um monte de modelos manequim 36 com roupas esquisitas ou lindas, mas nem um pouco dentro do nosso orçamento. E as mulheres gordas como eu, ninguém lembra.
Nas páginas 150 e 151 entrevista exclusiva com uma famosa apresentadora, ex-manequim, uma mulher que se fez por mérito próprio. Na minha época mérito era outra coisa.
A atriz ou celebridade Suellen Jessica passou o tempo inteiro informando ao G1 que engordou cem gramas por cada mês de grávida. No final, depois de muitos exercícios com o seu personal trainer, já tinha perdido dez quilos e faz questão de exibir a sua barriguinha trincada depois de dois segundos que o bebê nasceu.
Outra atriz ou celebridade diz que adora trepar. “Eu transo ali na praia, no bar, sou uma mulher que nasceu para satisfazer o meu prazer e o do meu companheiro. Eu adoro sexo anal e faço um boquete como ninguém”, diz ela do alto da sua sabedoria sexual com os seus peitos siliconados mais duros do que um tijolo, aquela bunda maravilhosa igualmente siliconada e coxas que fariam qualquer jogador de futebol morrer de inveja.
Vivemos a cultura do NADA, mulheres de NADA. Nós mulheres somos pedaços de carne expostos em açougues de quinta categoria e quando algumas delas resolvem protestar, lançam mão de peitos exibidos nas ruas sem o menor constrangimento e de forma grotesca.
Infelizmente não tive o prazer de ter sido adulta nos anos 50 e 60 quando as VERDADEIRAS MULHERES lutaram pelos seus direitos, o que permitiu que essas moçoilas possam falar essas besteiras.
Desculpem amigos, mas hoje eu estou, mais do que nunca, a favor dos homens. Simples assim.
Um lindo final de semana para todos e até o próximo Boletim.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *