Soltando a Boiada!

Aproveitando a semana em que todos os olhos e os ouvidos estão voltados para a CPI da pandemia, uns e outros aí aproveitaram para surfar na super onda que atingiu nossas praias por estes dias.
O juiz Marcus Vinicius dos Reis Bastos, da 12ª Vara Federal de Brasília, passou a vara e absolveu uma caralhada de denunciados por corrupção no esquema que ficou conhecido como Quadrilhão do MDB.
Tá certo que alguns deles até talvez pudessem ser absolvidos por causa de processos inconsistentes, mas abrir a porta da gaiola pra Geddel Vieira Lima e alegar falta de provas já é meio demais, nénão?
E o que aquelas trocentas malas cheias de dinheiro, mais precisamente R$ 51 milhões, estavam fazendo na sala de seu apartamento em Salvador? São R$ 51 milhões, gente! Eu nem sei o que daria pra fazer com todo esse dinheiro, muito menos como ganhá-lo honestamente. (Acho que ninguém sabe).

Se isso não é prova é o quê?

Esse selo de otário que colaram na testa do povo ficou ainda mais grudado com a declaração dos advogados, que, sem nenhum pudor, soltaram essa:

“É com tranquilidade que a defesa técnica de Geddel Vieira Lima encara o resultado da desastrada Ação Penal movida pelo Ministério Público Federal. Geddel Vieira Lima sempre pautou sua vida pública pela ética, legalidade e probidade.”
Cêis acham que a gente é tudo tonto? Pois acertaram! É mais uma que jogam na nossa cara e que mandamos goela abaixo sem sequer dançar um cara-caramba-caraô na mesa desse juiz!
Outro que fez todo mundo de otário na semana foi o general Eduardo Pazuello. Alegando cagaço, digo, contato com contaminados pela Covid, fugiu da CPI como o diabo foge da cruz.

Durante o fim de semana passado as notícias eram de que ele estava sendo treinado para responder aos questionamentos dos senadores, mas na terça-feira ficamos sabendo que a tão esperada testemunha não iria comparecer.

Essa desculpa esfarrapada não colou, claro, e os internautas não perdoaram. Adjetivos não faltaram: bundão, covarde, cagão e por aí vai.

Na minha opinião acho que ele não compareceu no dia marcado porque não estava preparado. Seu adestrador não conseguiu fazer com que ele passasse entre os obstáculos para alcançar o osso.

Se fosse mesmo por causa de contato com infectados, bastava fazer um teste rápido e, se desse positivo, ele ainda teria a alternativa de responder presencialmente, usando uma roupa de astronauta para não oferecer riscos. Certamente o ministro Marcos Pontes teria uma para lhe emprestar.
E nessa onda de ir passando a boiada o nosso ditador, ops, presidente deu mais uma de valentão e falou que iria dar um jeito nessa história de governadores e prefeitos que ainda insistem no isolamento social: “Vou baixar um decreto, e vão obedecer”.

Ai, que audácia do bofe, diria o comediante Costinha!

E, pra piorar as coisas veio, de novo, com o papo de guerra química, que a China inventou o vírus pra ficar rica: “Quem tem o maior PIB atualmente”? Pergunta o Ophélio, para tentar justificar a acusação, criando assim mais um caso com aquele país que, graças aos céus, e apesar dos Bolsonaro, do Araújo e do “falecido” Weintraub, nos manda os insumos necessários para nossas parcas vacinas.

Mas, apesar de esdrúxula, até dá pra entender mais essa bravata. Ficamos sabendo nesta quinta-feira que o filho Carluxo resolveu agora que vai ser conselheiro do papi. Enquanto limpa a testa para tirar o melado do sorvete, diz que o pai tem de endurecer o discurso.

A continuarem esses aconselhamentos pelos próximos quase dois anos que ainda restam para esse pessoal, o José Simão vai ter material de sobra pra coluna dele.

Vai ter buemba, buemba diariamente.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *