Pedindo Penico!

Eu não queria falar sobre o presidente cocô, digo, sobre o cocô do presidente, porque o assunto já foi mais do que comentado na mídia e nas redes sociais, mas é o assunto do momento.  

Muitos memes e muitas postagens no Twitter repetindo as frases que Bolsonaro soltou durante a pandemia foram repetidas exaustivamente por internautas indignados com um presidente que, diante de uma tragédia, diz: “Vai morrer muita gente, e daí?”, “Não sou coveiro”, “País de Maricas” “É só uma gripezinha” (na versão adaptada à situação, passou a ser “é só uma bostazinha”), e tantas outras tripudiando sobre uma doença gravíssima.

Era de se esperar. Uma pessoa que não teve empatia diante das milhares de mortes por Covid-19 está sujeita a receber pedradas.

Até o “caguei pra CPI” proferido por ele dias antes já virou motivo de dúvida: “Se ele tava com constipação intestinal, a frase é mentirosa”.  

Mas tem também a parte que está preocupada e consternada, embora não se tenha ainda nenhuma notícia consistente sobre sua saúde. Parece que a única coisa realmente consistente é seu cocô que resolveu ficar alojado no cérebro, ops, intestino e que precisou ser retirado a fórceps.

Para isso se internou num hospital seis estrelas em São Paulo e está sendo acompanhado pelo gastro-cirurgião e oncologista doutor Antônio Luiz Macedo, o mesmo que cuida dele desde a fatídica facada.

Há muita especulação sobre o verdadeiro estado de saúde do presidente. Seu filho Flávio chegou a dizer que ele foi entubado mas passa bem (algum médico poderia esclarecer se se faz necessária uma entubação para retirada de fezes?).

O hospital Vila Nova Star, onde Jair Bolsonaro está internado, soltou um boletim médico nesta quinta-feira afirmando que ele está “evoluindo de forma satisfatória clínico e laboratorialmente. Permanece o planejamento terapêutico previamente estabelecido. O presidente segue sem previsão de alta hospitalar”.

O general Heleno foi visitá-lo e disse que sua recuperação está “acima do esperado, graças a Deus e às orações de amigos e amigas”. Não entendi.

Quem precisa ficar de recuperação após uma cagada, ainda que ela tenha sido através de uma “cesariana”? 

Opositores políticos e uma parte da mídia têm chamado a atenção para as fotos publicadas pela família.

Estão usando as mesmas da cirurgia pós-facada, e isso tem levantado a suspeita de que a intenção é a de causar comoção, uma vez que Bolsonaro está despencando nas pesquisas.

Também se comenta que essa internação foi providencial, já que ocorreu no dia em que os presidentes dos Três Poderes iriam se reunir para tentarem chegar a um acordo quanto à condução política do país, para evitar que a Democracia saia da estrada. Provavelmente haveria um puxão de orelhas em quem incentiva o fechamento do STF e ainda por cima apoia a volta da Ditadura Militar.

Pessoalmente não acredito nessa teoria. O medo de ser repreendido geralmente causa piriri, e não constipação.

Mas enquanto não temos mais informações (no momento em que escrevo continua hospitalizado), seguimos aqui esperando pelas próximas cagadas do presidente. E sempre tem!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *