Coisas da China!

Esta semana li três postagens em referência à China que me deixaram assim, ó, de queixo caído.
Uma foi escrita pelo “brilhante” deputado federal Eduardo Bolsonaro, o filho 03 do presidente.

Vou transcrever aqui para que possamos juntos tentar entender o quanto do seu pequeno cérebro foi queimado com os hambúrgueres que costumava fritar nos Estado Unidos:

“O governo Jair Bolsonaro declarou apoio à aliança Clean Network, lançada pelo governo Trump, criando uma aliança global para um 5G seguro, sem espionagem da China”.

Na teoria conspiratória dos bolsonaros e dos bolsonaristas a China só não come criancinha. De resto, ideias fantasiosas sobre como esse país vai dominar o mundo não faltam. Na cabeça deles, se você tiver um 5G chinês, não vai poder nem falar mal da vizinha, que logo os chineses vão ficar sabendo.

Quando percebeu a cagada, ou quando mandaram, Dudu Bolsonaro apagou o post, mas aí já era tarde.

A embaixada da China deu um pau no autor da postagem e por pouco não foi criado um atrito comercial entre aquele país e o nosso. A diplomacia chinesa deve ter recorrido à filosofia da tranquilidade pregada por eles, e reconhecido que contra neurônios defeituosos é preciso ter um pouco mais de paciência.
A outra postagem veio daquele blogueiro que tem mais dentes do que cérebro, o Allan dos Santos, carinhosamente chamado pelos tuiteiros de Allan dos Panos. (Ele deve ser o maior comprador dos panos de chão vendidos em semáforos.) Allan escreveu: “O mundo está em guerra contra o Partido Comunista Chinês. Quem quer que diga o contrário é cúmplice, desinformante ou apoiador do PCCn”.

Explica aqui pra gente, seu Allan, como é essa guerra aí. O mundo já começou a depredar o China in Box? Já pararam de fazer suas comprinhas na Wish? Já boicotaram o pato laqueado?
A terceira me deixou igualmente estarrecida, mas, como partiu de uma tuiteira que traz na sua bio “fechada com Bolsonaro”, eu até dei um desconto. Esses fantoches repetem frases de orelhada e também criam suas próprias histórias a partir de uma fagulha lançada pelos acendedores de fogueiras.

Querem passar vergonha alheia comigo? Vamos lá: “A vacina COVID usará o DNA humano com a nanotecnologia, perderemos o DNA natural de Deus. Querem nos matar e tornar os sobreviventes como “zumbis”, obedientes ao sistema”.
Nem vou mencionar o nome da pessoa porque a intenção não é a de propagar sua identidade, mas a de mostrar a que ponto de deterioração podem chegar Tico e Teco quando cutucados.
Infelizmente não é só ela que pensa assim. Adoradores do nosso Jim Jones da política também acham que a vacina chinesa vai acabar com o mundo.
Aí entra a pergunta que não quer calar: se todos morrermos por causa da “vachina”, que é como esse pessoal gosta de chamar a Coronavac, como vai ficar a Ali Express nessa história? Quem vai sobrar no Brasil pra comprar uma bolsa Luís Vintão na 25 de Março? E os tênis Naique ou Mal Star baratinhos? E as lojinhas do tipo tem-tudo que eu adoro?
Bora pensar, gente! Não dói e é de graça!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *