30 de maio de 2024
Vera Vaia

Carteado!


🎶Cai o rei de de espadas
Cai o rei de ouros
Cai o rei de paus
Cai, não fica nada🎶
Atualmente a música do Ivan Lins está fazendo maior sucesso na voz da dupla goianiense Joesley e Wesley! Graças a eles, as cartas dos políticos estão caindo uma a uma e o Brasil está afundando cada vez mais no Buraco. Ou seria no Rouba-Monte?
Joesley Batista, um dos dono do grupo JBS, que queria fazer um clip com  a participação do presidente Temer, gravou o trecho da música O Bêbado e o Equilibrista, que diz “o show deve continuar”. Temer teria substituído a palavra show por “isso”. E com esse “isso” (já desmentido), teria dado sua contribuição para que a dupla, tornasse público e notório, que o cala-boca pago ao já preso, Eduardo Cunha, teria que continuar. Isso explicaria porque o homem tá lá quietinho em sua cela, enfiado em seu confortável moletom. Ele sabe que malas de dinheiro estão garantindo seu futuro.
A JBS, entre outras coisas, é o grupo que controla marcas manjadas por todos, como a Swift, Friboi, Maturatta e os famosos produtos Seara que a Fátima Bernardes engole com gosto, todos os dias durante seu programa de TV. E por falar em TV, lembram daquela apresentadora do Jornal da Band que tinha uma vozinha nhenhenhé, a Ticiana Vilas Boas? Ela é a a mulher do Joesley Batista e atualmente mora em Nova Iorque com marido e cunhado, “fugindo das ameaças que têm recebido”, segundo eles.  Estão agora usufruindo livremente das belezas americanas, comendo carne de boa qualidade,  com o dinheiro que levaram aos montes do nosso BNDES.
A JBS, além de incluir “mantega ” na receita das suas carnes processadas, derrubou também o Valete de Paus mineiro, que teria pedido 2 milhões de reais pros irmãos Batista para o  “pão de queijo” dos advogados de defesa da Lava Jato.
Mas o que preocupa mais nessa história, é que Temer tenha de pendurar as chuteiras ao lado das chuteiras da impichada. Isso seria uma alegria para os defensores do “Gópi”, mas uma tragédia para a Economia Brasileira, bem no momento em que ela está passando da fase do engatinhar para a de ficar em pé, se segurando no braço do sofá!
E pior que isso, seria ter de aguentar o seu representante legal na linha sucessória.
Passar o governo para o Rodrigo Maia é como se um Conselho Tutelar tirasse a criança dos pais por maus tratos, e entregasse ao tio que tem vida desregrada e uma extensa ficha policial. O Bolinha França da Câmara dos Deputados é um dos muitos políticos com nome na lista da Lava Jato. Além de ser um chato!
Então sobraria pra quem? Para, o Amigo da Onça, líder do Senado. (Para a moçada que não conhece o personagem, vai aqui uma apresentação: Amigo da Onça, foi criado em 1924, por Péricles Maranhão e se apresentava como um satírico garçom, que ficava bisbilhotando a vida dos clientes. Podem ir procurar. É a cara do Eunício de Oliveira)!
Só que esse também está sujo na rodinha.
Então qual seria a saída? Eleição já, como propõe a tartaruga ninja marina? Também não daria certo. Além de inconstitucional, o povo vai precisar de muito tempo agora para pesquisar seus candidatos, procurar antecedentes criminais ou imorais até achar um que realmente mereça seu voto. Uma tarefa difícil, e em se tratando de políticos brasileiros, isso seria como procurar agulha no palheiro. Levaria muito tempo!
E assim, nesse cassino ilegal, enquanto delatores e delatados, corruptores e corruptos embaralham suas cartas e fazem suas apostas (altíssimas, diga-se), resta a nós brasileiros,  só mesmo o jogo da Paciência!

Vera Vaia

Mãe de filha única, de quatro gatos e avó de uma lindeza. Professora de formação e jornalista de coração. Casada com jornalista, trabalhou em vários jornais de Jundiaí, cidade onde mora.

author
Mãe de filha única, de quatro gatos e avó de uma lindeza. Professora de formação e jornalista de coração. Casada com jornalista, trabalhou em vários jornais de Jundiaí, cidade onde mora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *