E chegou o dia! Quase…

AUTO_sponholz
Revendo o discurso de Lula durante evento de seu partido semana passada, no qual ele afirmou ser moralmente superior a qualquer membro do Ministério Público e da Polícia Federal, fico a me perguntar como esses servidores receberam tal ofensa. Foi notadamente um discurso raivoso, típico de um populista sentindo-se acuado e achando-se acima de todos os demais brasileiros. Espero que essas instituições do Estado brasileiro, que de alguma forma foram também insultadas, façam prevalecer a máxima de que a lei é igual para todos, mesmo para nós que não temos condição financeira de arcar com o custo de importantes escritórios de advocacia.
Se Lula e seus asseclas imaginavam que tirar o ministro Cardoso da Justiça poderia calar a Polícia Federal e o Ministério Público estavam enganados. Para nossa felicidade, a “ala jovem” da PF e do MPF está disposta a conter a vergonhosa situação de corrupção a que chegou este país. O que esses corajosos jovens querem, e para isso têm o apoio de mais de 70% da população, é a moralização, o fim da corrupção desenfreada, a punição de todos os que levaram o Brasil a essa situação de penúria, vergonha, desemprego, impunidade, falta de credibilidade. Apoiemos todos o MPF e a PF.
Após sua condução compulsória, feita pelos meios legais, para esclarecer algumas coisas relativas ao tríplex, ao sítio e algumas palestras, foi correndo para o colo de seus apaniguados, gritando aos quatro ventos que era um absurdo e uma ofensa ele ter sido conduzido coercitivamente para prestar depoimento. O ex-presidente disse que sempre que foi solicitado, colaborou e prestou os esclarecimentos necessários. Ora, realmente o velho Molusco tem memória curta quando lhe interessa. Há pouco mais de uma semana foi convocado para depor como testemunha e não foi, depois, convocado para depor como investigado, também não foi. Obteve dois habeas corpus para não comparecer. Como então ele pode ter prestados os esclarecimentos se quando ele foi chamado, não foi…
A promessa ou ameaça feita aos gritos para seus pares de que se sua militância quiser ele “está apto para viajar por este Brasil inteiro para renovar o PT”. Como assim??? Renovar, com ele na cabeça??? Com Dilma no comando?
Saber que o ministro da Justiça, o petista José Eduardo Cardozo, foi obrigado a pedir demissão devido à pressão que Lula e deputados do PT estavam fazendo sobre ele para que interfirisse na Polícia Federal e livrasse o ex-presidente da Lava-Jato é de fazer cair o queixo! Saiba o Sr. Lula que a Polícia Federal tem autonomia para investigar e que ministro algum terá o poder de impedi-la. Saiba, também, que o Brasil não é seu feudo, onde manda e desmanda a bel-prazer.
Que sirva de aviso ao novo ministro da Justiça que, apesar de indicado pela presidente, não deve vestir a toga de advogado de defesa do governo. Por obrigação, tem que gerenciar a ordem jurídica no país, respeitando a independência do MPF e agir com isenção ideológica e partidária. Fico imaginando se o partido que estivesse no poder fosse de oposição. Lula e sua turma posariam de perseguidos, vítimas da elite blá- blá- blá. Como não podem culpar seu governo de persegui-los, cobravam do ministro ingerência sobre os atos dos juízes. Nunca antes na História deste país houve personagens tão patéticos!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *