Devo decantar vinhos brancos?

Titulo3
Esta é uma questão que sempre nos consultam. Acreditamos que a principal razão desta dúvida seja a confusão causada pela expressão “decantar” usada indiscriminadamente para expressar a necessidade de separar sólidos em suspensão num vinho ou apenas aerá-lo.
Atualmente os vinhos são filtrados através de diversos processos para garantir que estejam cristalinamente transparentes, sejam brancos ou tintos, o que praticamente exclui a necessidade de usar um decantador para separar alguma partícula sólida que ainda exista. Há exceções, óbvio.
Por outro lado, qualquer vinho vai se beneficiar de uma boa aeração – contato direto com o ar atmosférico – permitindo que muitas das suas características venham prontamente à tona, depois de alguns anos de amadurecimento na vinícola. A garrafa decantadora é uma das boas armas para se conseguir este efeito.
Vinhos brancos não são exceção. Algumas castas, como a Chardonnay, podem se beneficiar mais que outras. Eis algumas boas razões para usar esta técnica com os brancos:
– Controlar a temperatura – o hábito de beber brancos estupidamente gelados pode mascarar algumas de suas melhores nuances. O uso do decantador pode ajudar a equilibrar a temperatura rapidamente.
Um bom teste é experimentar o vinho antes de decantar, e depois testá-lo novamente a intervalos de 20 minutos. Provavelmente o acharão mais saboroso no último teste, mais neste caso já terão consumido, pelo menos, 4 taças…
Pode-se usar esta técnica para realizar a operação inversa: gelar o vinho rapidamente. Coloque o decantador num balde com gelo e aguarde alguns minutos. A maior área de contato facilita o resfriamento sendo mais rápido do que usar a garrafa diretamente no balde.
– Liberar rapidamente odores estranhos, como os mercaptanos, que são bastante comuns nos vinhos que utilizam as tampas de rosca. Ocorrem por estarem um ambiente anaeróbico. São odores que lembram enxofre, repolho, borracha, etc…
– Otimizar a experiência sensorial – alguns brancos levam muito tempo para “abrir”, termo usual para definir se um vinho atingiu todo o seu potencial de aromas e sabores. Independente da sua coloração, todo vinho vai se beneficiar de ter uma maior superfície em contato com o ar, atingindo as suas condições ideais em um tempo menor.
Uma opção válida que pode substituir o decantador em algumas destas recomendações é o aerador. Existem modelos específicos para os brancos, mas testes no nosso laboratório mostraram que o aerador para os tintos pode funcionar perfeitamente neste caso.
Mãos à obra!
Saúde e bons vinhos!
Vinho da semana: experimentem decantar.
vin
Lagarde Reserva Chardonnay 2014 – $$
Coloração amarelo dourada.
Aromas de frutas tropicais, mel, leve toque de baunilha e coco.
Paladar Complexo e elegante com bom frescor e untuoso.
Na safra de 2010 recebeu 88 pontos de Robert Parker

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *