O amadorismo de Huck, a sordidez e a ignorância de Robinho

Jogador ataca a Globo
Para quem aspira ser candidato a presidente da República, o apresentador Luciano Huck carece de maior discernimento, ou de uma assessoria capaz de prevenir escorregões desastrosos.

Estrela de televisão, conhecido por oito em cada dez brasileiros, é natural que Huck pose para fotos com os que o abordam e pedem um registro do encontro. E quase todos pedem.

Não tem culpa se algumas dessas pessoas, mais tarde, se tornem polêmicas, ou se envolvam em patifarias. Passar recibo disso é mais prejudicial à sua imagem do que simplesmente ignorar.

Mas Huck já passou recibo. Apagou fotos que postara nas redes sociais – entre elas, uma com Sérgio Moro, outra com Aécio Neves (PSDB), a mais recente com o senador do dinheiro na cueca.

Resultado: bombou a notícia que ele apagara no Twitter uma foto ao lado de Robinho, condenado por estupro na Itália. E logo no dia em que o Santos suspendeu o contrato com o jogador.

A notícia estava errada. Huck apagou coisa nenhuma. Mas para sua infelicidade, descobriu-se que a foto existia, e ela foi replicada, ontem, milhares de vezes. Uma foto tirada há 14 anos.

A sordidez do crime de Robinho provocou justa indignação entre os que tomaram conhecimento dele. A sordidez foi agravada por declarações do jogador que revelam toda sua ignorância.

Robinho e um grupo de amigos usaram violência sexual contra uma jovem de origem albanesa levada por eles para uma das dependências da boate Sio Café, em Milão, há três anos.

A jovem estava bêbada. Foi estuprada. Numa conversa gravada pela polícia com um dos seus amigos, Robinho nega o estupro. Conta que apenas pôs seu pênis na boca da moça.

Agora, para defender-se, orientado por seus advogados, disse que só deve desculpas à mulher com quem é casado por tê-la traído. E atacou a Globo por ter divulgado a conversa gravada.

Robinho afirmou que entende por que o presidente Jair Bolsonaro chama a Globo de “Globo lixo”. E prometeu que, doravante, assim a chamará também.
Fonte: Blog do Noblat – Facebook

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *