Meu dia de gula e meus dias de beiçola!

Agora posso contar, já sarou!

Adoro banana da terra, frita em fatias finas na manteiga, açúcar e canela. Fui comprar pois me deu aquela vontade de comer. E lá fui eu fazer com a maior gulodice e pressa para comer.
Comecei fritar as bananas. Não vendo a hora de comer. Peguei um pedaço menor direto da frigideira e coloquei na boca.
Só que na gula comi a dita cuja pelando. A mesma grudou no lábio inferior. E fez tchiiiiiiiiiiiiiiii….pronto!
Queimou e,no mesmo instante, uma bolha gigante começou a despontar.
O lábio inferior ficou descomunal. Vocês não imaginam a dor… a banana não desgrudava do lábio.
Hoje depois de uma semana com bocão, devo dizer que meu batom foi pomada para queimadura dia e noite.
Rir e dar beijinhos nem por decreto. Cada risada ou sorriso doía pacas e a ferida regredia. Pelo menos me contento com a boca que ainda tenho.
Que região dolorida!! Dizem que com o passar dos anos a boca diminui de tamanho.
Pelo menos sei que a banana da terra comida na gula, direto da frigideira e grudando no lábio, deixa a gente com o bocão. E estava uma delícia apesar dos pesares. Acho que foi o açúcar que deu o grude.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *