29 de fevereiro de 2024
Colunistas Yvonne Dimanche

Uma história escabrosa

Eu acho que já contei essa história. Fiz faculdade de Matemática na UFF em um prédio que só tinha as turmas das ciências exatas. Nunca fui popular e conhecia um ou outro aluno.

No primeiro primeiro semestre, eu saía as sextas-feiras às 18h e não às 22h. Normalmente, o meu namorado da época ia à Niterói para me pegar. Sim, eu era namoradinha.

Aí conheci uma das mulheres mais lindas do mundo.

A cara da Romy Schneider na época do filme “Sissy, a Imperatriz da Áustria”. Ela levou um pé na bunda de um dos homens mais feios que eu já vi na vida, mais pavoroso do que a miséria do mundo.

Bom, fui convidada para ir a um churrasco em um daqueles bairros de Niterói.

Isso aconteceu em 1976 e a ponte tinha sido recém-inaugurada em 1974.

Mato por todos os lados.

Lá fomos nós com mapa e combinei com o namorado, que não pôde ir, nos pegar não sei que hora.

Quando cheguei no local, todo mundo nu.

Imagem: Google Imagens – Macário Batista

Não sei o que essa gente pensou que eu era. Nem passei do portão da casa.

A nossa sorte foi que chegou um senhor com verduras, legumes para entregar.

Deus é tão bom que o velhinho nos levou até estação das barcas em uma carroça suja, xexelenta, mas cheia de respeito.

Nem contei para o namorado, mas fiz questão de contar para as minhas colegas.

O Boletim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *