21 de maio de 2022
Yvonne Dimanche

Capirioca

Foto: Arquivo Google – YouTube – “Não conheço as duas, mas são meramente ilustrativas para o texto”

Temos que ter um cuidado danado ao escrever este neologismo que inventei… kkk
Boa tarde amigos. Ainda estou saudosa do meu lado capirioca. Carioca de nascença, capixaba de coração e agora carioca residente na minha cidade natal.
Uma coisa que impressiona neste nosso país continental é a imensa diferença entre os estados. RJ e ES são praticamente xifópagos geograficamente falando, mas mais distantes do que os polos norte e sul.no que tange ao comportamento.
O carioca é mais aberto, o capixaba nem pensar.
O carioca é amigo de infância da pessoa que conheceu ontem, o capixaba nem pensar.
O carioca adora farra com o amigo de infância que conheceu ontem, mas não o convida para a sua casa.
O capixaba para considerar alguém amigo de infância, vai levar uns cinco anos e pode ser que nunca o convide para ir à sua casa.
O carioca vai à praia. O capixaba é mais difícil. Todos os nossos amigos da praia não eram capixabas.
O capixaba tem um imenso orgulho do seu estado e não abre a boca para falar mal de nada (concordo), já o carioca tem uma tara esquisita de espalhar para o mundo inteiro todas as mazelas que acontecem aqui.
Muito mais coisas poderia comentar, mas, como não sou socióloga, antropóloga ou outro “óloga” da vida, recolho-me à minha insignificância. . O que sei é que o ES, em especial o meu coração guarapariense, vai ser para todo sempre capixaba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.