Galaxy S7 – De volta às velhas virtudes!

Finalmente tivemos a chance de testar o Galaxy S7. Neste teste, você confere quais os pontos fortes que voltaram e quais ainda estão faltando. Além disso, te contamos o que faz do Galaxy S7 um dos melhores smartphones Android do mercado.
Em 2015, a Samsung renovou a linha Galaxy S e, dentre algumas decisões, acabou removendo serviços como o suporte para cartão microSD e a certificação de resistência à água. Ainda assim, tanto o Galaxy S6 quanto o Galaxy S6 Edge Plus responderam às expectativas da companhia. Em 2016, a fabricante sul-coreana voltou atrás e optou por trazer novamente a expansão da memória e a certificação de resistência à água.
De acordo com os executivos da empresa, a possibilidades de oferecer desta vez um slot para cartão microSD foi proporcionada pelo pequeno aumento das dimensões dos dispositivos da linha. Assim, tanto o Galaxy S7 quanto o Galaxy S7 Edge são uma real evolução dos modelos do ano passado. Neste review do Galaxy S7 Edge você confere como as melhorias no hardware e no software do dual-edge da Samsung deixaram o que era bom ainda melhor.
Prós
✓Excelente pegada
✓Excelente qualidade da tela
✓Botão flutuante Game Tools
✓Velocidade de foco da câmera
✓Abertura f1.7
✓Suporte para cartão microSD
✓Resistência à água
Contras
✕Uso do cartão microSD como memória interna
✕Uso do sensor de impressão digital na chuva
✕Alto-falante mono
Samsung Galaxy S7 Edge – Data de lançamento e preço
A Samsung acaba de enviar um convite para um evento no dia 17 de março, quando os novos dispositivos devem ser anunciados no Brasil. Agora, em relação ao preço do Galaxy S7 Edge, ainda nenhuma informação foi oficialmente divulgado pela Samsung.

conviteunpackeds-w782Este é o convite Unpacked 2016 da Samsung no Brasil: dia 17 de março / © ANDROIDPIT

Porém, de acordo com uma fonte do AndroidPIT e outros rumores levantados pela mídia nacional, o aparelho deve chegar pelo valor sugerido de R$ 4.299,00. Este valor é referente aos modelos de 32GB de memória interna e nas cores dourada, preta e prata. Em consideração à fonte que me encaminhou a informação, a imagem não será publicada.
No dia 17 de março, tanto o S7 quanto o S7 Edge devem ser anunciados no Brasil
O Galaxy S7 Edge foi apresentado durante o MWC 2016, em Barcelona, junto com o Galaxy S7. O dispositivo estará disponível a partir do dia 11 de março no mercado internacional. A disponibilidade das cores deve variar de acordo com cada país.
Samsung Galaxy S7 Edge – Desenho & Qualidade de Construção
Uma das diferenças entre o Galaxy S7 e o Galaxy S7 Edge está no tamanho da tela: são 5,1 polegadas do primeiro contra 5,5 do segundo. Contudo, mesmo com uma diferença de 0,4 polegadas, o aparelho é surpreendentemente compacto.
Em relação aos modelos dual-edge anteriores, o S7 Edge está mais bonito, oferece uma excelente pegada, removeu quase que por completo a protuberância da câmera e trouxe as mesmas curvas da parte frontal à parte traseira. Para se ter uma ideia, a protuberância traseira da câmera passou a ser de 0,46 mm e é praticamente inexistente.

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-3-review-w782O Galaxy S7 Edge possui 3.600 mAh de bateria, mas ainda assim é elegante / © ANDROIDPIT

Em resumo, o dispositivo é lindo. O material usado é de primeira qualidade: o dispositivo chega ao mercado com a moldura em alumínio e usa o mesmo Gorilla Glass 4 nas partes frontal e traseira. Isso significa que teremos uma proteção extra em relação a riscos no vidro, mas isto não o torna inquebrável. Essa ainda é uma exclusividade do Moto X Force.
A protuberância traseira da câmera passou a ser de 0,46 mm e é praticamente inexistente

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-13-w782A tela do Galaxy S7 Edge é 2,5D / © ANDROIDPIT

No Galaxy S7 Edge, temos as bordas metálicas mais estreitas nas laterais do que nas bordas superior e inferior, como você pode ver na foto. Isso, sinceramente, quebrou aquela similaridade que tínhamos entre o os novos Galaxy e o iPhone.

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-2-w782Na parte inferior temos a entrada para os fones de ouvido, a porta micro USB Type B, um microfone e o alto-falante / © ANDROIDPIT

Na parte superior encontramos o slot para os cartões nano SIM e micro SD. Ao abri-lo, temos uma bandeja para colocar ambos os cartões. A memória do aparelho pode ser ampliada até 200 GB via microSD.

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-4-w782A bandeja do Galaxy S7 Edge possui entrada para cartão micro SD e cartão SIM / © ANDROIDPIT

Na parte inferior, temos o alto-falante, exatamente igual ao S6 Edge+, a porta micro USB e o conector para os fones de ouvido. Sinceramente, acho um erro a Samsung continuar investindo no alto-falante na parte inferior, pois com a qualidade da tela do S7 Edge o mínimo aceitável seriam duas colunas de áudio na parte frontal.
Para se ter uma experiência com áudio estéreo, apenas usando os fones de ouvido. Não me leve a mal, também não gosto de alguém do meu lado no metrô usando o alto-falante do celular, mas em casa gostaria de poder não usar fones de ouvido.

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-10-review-w782O sensor de impressão digital do Galaxy S7 Edge é rápido, mas não reconhece o toque com a mão ou o aparelho molhado / © ANDROIDPIT

Assim como vimos nos modelos anteriores da linha, o Galaxy S7 Edge também utiliza o botão da home como leitor de digitais. A configuração deste recurso é rápida e ele funciona bem. Contudo, o Galaxy S7 Edge possui a certificação IP68 e é resistente à água. Isso significa que você pode usar o aparelho por cerca de 30 minutos a uma profundidade de 1,5 metro.
Quando meu dedo está molhado, ou o aparelho em si, o leitor de digitais não funciona
Contudo, isso deveria significar também o bom uso do aparelho em dias de chuva. No entanto, a experiência que tive foi diferente: quando meu dedo está molhado, ou o aparelho em si, o leitor de digitais não funciona. O que é uma pena. Especialmente se você estiver em casa, cozinhando, e sua mão estiver molhada, o aparelho não vai desbloquear ao posicionarmos o dedo sobre o leitor. A solução neste caso é usar o Smart look e fazer o dispositivo reconhecer locais confiáveis para desbloquear o recurso de segurança.

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-17-w782A protuberância da câmera é quase invisível / © ANDROIDPIT

Em relação à escolha da Samsung por lançar o modelo dual-edge de 5,5 polegadas em vez do de 5,1 polegadas, como no ano passado, creio que foi realmente inteligente, pois as diferenças ente o Galaxy S7 e o Galaxy S7 Edge são muito pequenas. Se a empresa ainda está pensando em lançar a versão “Plus” deste dispositivo, certamente fará mudanças importantes; do contrário, será praticamente um re-anúncio deste dispositivo.

androidpit-samsung-galaxy-s7-edge-vs-s7-4-w782Sim, o Galaxy S7 Edge é apenas um pouco maior que o Galaxy S7 / © ANDROIDPIT

Samsung Galaxy S7 Edge – Tela
O S7 Edge herdou a resolução de seu antecessor e não deu o tão esperado salto para o 4K. O que por um lado é realmente frustrante para um dispositivo lançado sob a ideia da revolução da realidade virtual. Contudo, a tela do S7 Edge não deixa nada a desejar em qualidade quando o assunto é o uso do aparelho no dia-a-dia.
O contraste, saturação e nitidez são sinônimos deste display
O aparelho vem com um display SuperAMOLED, de 5,5 polegadas e, claro, o que o torna exclusivo são as bordas laterais curvas. A resolução WQHD de 2560 x 1440 fica em uma densidade de 534 ppp (pixel por polegada quadrada).
O contraste, saturação e nitidez são sinônimos deste display e, a saturação da tela é uma das melhores em um dispositivo com tela AMOLED. Os ângulos de visão são muito bons também, com a possibilidade de identificar o que está na tela mesmo com o dispositivo estando em um ângulo entre 80-85º.
A realidade virtual ficou mobile. Mas ainda pesa no bolso
O que chama a atenção é que a Samsung realmente colocou o brilho no máximo. Isso incomoda quando estamos em um ambiente escuro, especialmente quando você está lendo em casa, à noite. Contudo, houve uma significativa melhora no uso do dispositivo durante o dia, quando estamos a caminho do trabalho. Logo, entre um e outro, fico feliz pela vantagem de poder enxergar melhor a tela sob a luz do sol, visto que sempre se pode aumentar e diminuir o brilho manualmente.

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-11-review-w782A tela do Galaxy S7 Edge faz com que toda mídia dê a impressão de ter melhor qualidade / © ANDROIDPIT

Agora, o fato de termos as bordas da tela curvas nas laterais realmente oferece uma experiência melhor no Gear VR, pois, quando usamos o Galaxy S7 em comparação, é possível notar as bordas laterais.
Samsung Galaxy S7 Edge – Características Especiais
Game Launcher
Pela primeira vez, tive a impressão de que a Samsung trouxe algo realmente especial aos seus smartphones em relação às funções de software. O Game Launcher funciona como uma central para jogos, adiciona automaticamente seus games à uma pasta específica e passa a indicar jogos relacionados àquilo que, aparentemente, você gosta.

game-launcher-configuracao-w782Logo acima das capturas de tela das configuração, temos o jogo minimizado e acessível a partir de um botão flutuante / © ANDROIDPIT

Mas o que é mais legal no Game Launcher são as suas funcionalidades, tal como opções para salvar bateria enquanto você joga, optar por não receber alertas enquanto você joga, acessar os games mais populares, os vídeos em destaque e, o mais interessante de tudo, ativar o botão flutuante “Game Tool”.
O S7 Edge é, junto com o S7, o primeiro smartphone compatível com o Vulkan
O Game Tool é algo que usa alguns recursos do Google Play Games, como poder gravar as partidas dos jogos e compartilhar com outros usuários. A ferramenta é realmente útil, especialmente para quem usa o smartphone para jogar e não tem paciência para as teclas capacitivas que acabam sendo ativadas sem querer durante uma partida, prejudicando assim a experiência com o jogo.

galaxy-s7-edge-game-tool-w782O Game Tool é funcional e pode ser acessado por um botão flutuante / © ANDROIDPIT

O Galaxy S7 Edge é, junto com o Galaxy S7, um dos primeiros smartphones compatíveis com o API Vulkan. Essa API foi feita para complementar as tecnologias já existentes como o OpenGL e OpenGL ES. O objetivo é que em um futuro próximo a Vulkan se torne padrão para a criação de soluções gráficas em 3D, tanto em PC quanto em dispositivos mobile.
Claro, essa API não é exclusividade da nova linha Galaxy S, mas mostra o quanto a Samsung está empenhada em fazer com que a experiência em games seja muito melhor.
Adaptador USB para substituir a falta do UBS Type-C
Todos sabemos que a Samsung investiu em uma apresentação de tirar o fôlego no evento unpacked do Galaxy S7 Edge. Para surpreender quem participou do lançamento, a fabricante fez uso do seu gadget de realidade virtual, o Gear VR.
Confesso que a experiência com vídeo em 360º foi muito boa e que o S7 Edge é perfeito para tanto. Mas você já imaginou o que aconteceria se a empresa mudasse o slot micro SD Type-B para Type-C? Teria que reformular todos os seus acessórios e, com isso, o Gear VR.
6 vantagens do USB Type-C: veja por que ele vai facilitar a sua vida

AndroidPIT-Samsung-Galaxy-S7-edge-data-transfer-1-w782Transferir dados de um aparelho para o outro é fácil usando o adaptador que a Samsung resolveu colocar no kit do dispositivo / © ANDROIDPIT

Pensando nisso, e sabendo que a única alternativa provavelmente seria oferecer uma experiência parecida com aquela que temos, por exemplo, nos Nexus 5X e Nexus 6P, a Samsung colocou no kit do dispositivo um adaptador microSD com lados microUSB e USB para que você possa conectar o seu Galaxy S7 Edge a qualquer outro dispositivo com porta microUSB.
Assim, você compartilha arquivos de forma rápida: baixei toda a galeria de imagens do Samsung no meu Xperia Z2 em questão de minutos e, de quebra, ainda carreguei o S7 Edge por alguns instantes.
Samsung Galaxy S7 Edge – Software
O Galaxy S7 Edge vem com Android 6.0.1 Marshmallow de série e a TouchWiz, que não mudou muito em relação ao Galaxy S6 Edge+ e o Galaxy Note 5. A skin da Samsung, como sabemos, foi reformulada no ano passado, ficou mais leve, removeu bloatware e otimizou recursos similares integrando-os por associação por cores. Contudo, o sistema ainda ocupa pouco mais de 7GB da memória interna; assim, lembre-se, dos 32GB, você terá aproximadamente 25GB disponíveis.
A aba Tela Edge não me faria necessariamente optar pelo Galaxy S7 Edge
No Galaxy S7 Edge, temos um sistema que traz as novidades do Android 6.0 Marshmallow à TouchWiz, e a mudança na disposição e layout da barra de notificações e atalhos rápidos melhorou. Problemas anteriores com o uso da RAM foram solucionados e não tive problemas com o uso de apps em segundo plano.

AndroidPIT-Camilas-Samsung-galaxy-s7-edge-diary-3-w782A experiência com a TouchWiz não me incomoda, o sistema está definitivamente mais inteligente / © ANDROIDPIT

Em relação aos aplicativos embarcados do smartphone, temos sete apps exclusivos da Samsung, cinco da Microsoft, e, claro, os apps do Google, Facebook e WhatsApp. Temos ainda outros 25 apps pré-instalados. Contudo, o sistema se mostrou bem inteligente, pois ao começar a usar o S7 Edge, não estava aparecendo nem o Game Launcher nem o aplicativo padrão para o uso com o Gear VR.
Você terá aproximadamente 25GB disponíveis
Entretanto, ao baixar meu primeiro jogo, automaticamente o sistema ofereceu a opção de ativar o Game Launcher. O mesmo aconteceu ao colocar o aparelho no Gear VR: automaticamente me foi pedido através de um comando de voz que fizesse o download dos serviços do Oculus. Ao retirar o aparelho do óculos de realidade virtual, a tela já estava configurada para o download do software.
Tela Edge
A função “Tela Edge” é dedicada aos modelos de dual-edge e permite que, ao deslizar o dedo a partir de uma aba na tela da direita para a esquerda ou vice-versa, tenhamos a chance de acessar uma lista de serviços. O serviço ficou conhecido pela função de ligação no passado, que ainda existe e oferece a chance de adicionar até cinco contatos favoritos, identificados com cores diferentes, uma espécie de atalho para os principais contatos da sua agenda.

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-review-w782O recurso tela Edge teve algumas mudanças, mas sinceramente, pode ser descrito como um acesso rápido aos recursos do aparelho ou de navegação / © ANDROIDPIT

Contudo, a Samsung ampliou a gama de funções da Tela Edge e agora é possível adicionar duas colunas em vez de apenas uma e colocar um número bem maior de recursos. Assim, você pode adicionar seus sites favoritos, mas terá que usar obrigatoriamente o navegador padrão da fabricante como referência. Isso permite acessar informações rápidas, como o que existe de novo no AndroidPIT, por exemplo.
As novas funções são bacanas, pois ficam facilmente acessíveis a partir de uma aba lateral, mas, sinceramente, o que torna o recurso das laterais curvas da tela significativo é mesmo a experiência com vídeos e jogos. Assim, apenas a aba Tela Edge não me faria necessariamente optar pelo Galaxy S7 Edge em detrimento ao Galaxy S7.
Always On
A possibilidade de ter informações 24 horas disponíveis a partir do recurso Always On já está disponível neste modelo. A questão é que a função é realmente invasiva. Você acaba tendo a impressão de que existe sempre uma notificação aparecendo na tela. Nem uma das três opções disponíveis me agradou: trata-se de calendário, relógios e uso de imagens.
Você sabe qual a diferença entre “Always On Display” e “Ambient display”?

androidpit-samsung-galaxy-S7-edge-clock-w782O Always On pode ser funcional, mas incomoda durante as 24 horas do dia / © ANDROIDPIT

Outra coisa que me chama a atenção é que você não pode interagir com a notificações, ou seja, está lá, aparece para você, mas não é possível clicar nela e lançar o app relativo ao alerta. Neste sentido, o Ambient Display me parece um recurso muito mais funcional, pois aparece apenas quando movimentamos o aparelho ou passamos a mão sobre ele.
O Always On não afeta o consumo de energia significativamente, especialmente em uma tela como a do Galaxy S7 Edge que é SuperAMOLED. Um sugestão para a Samsung na próxima edição seria desabilitar o serviço automaticamente quando chegamos em casa, pois dormir todos os dias com o celular em cima do criado-mudo não é simplesmente possível para mim, é para você?
Samsung Galaxy S7 Edge – Performance
O Galaxy S7 Edge é embalado pelo processador Exynos 8890. A CPU é desenvolvida pela Samsung, e vem com oito núcleos, quatro deles funcionando à velocidade máxima de 2,3 GHz e outros quatro de até 1,6 GHz. Segundo a Samsung, a CPU e a GPU são 30% e 64% mais potentes, respectivamente, do que no Galaxy S6. Quando olhamos para o resultado de benchmark Metal e Multicore do Vellamo, percebemos que no primeiro, que mede o máximo de performance em uma operação, a frequência da CPU está durante grande parte do tempo em overclock, ou seja, 2,6GHz.
Cheguei a ter mais de 50 aplicativos rodando em segundo plano
Assim, levando em consideração que o que a maioria dos aplicativos do Android utiliza apenas dois núcleos do processador quando em execução, o Galaxy S7 Edge entrega o tempo todo a máxima performance.

galaxy-s7-performance-nucleo-w782O tamanho dos círculos significa o tempo em que o aparelho passa em determinada frequência  / © ANDROIDPIT

Isso, claro, no papel. Na vida real, no dia-a-dia, tive ocasiões em que o software não me deu dor de cabeça alguma: rodava liso, sem travamentos ou atrasos. Contudo, no dia em que baixei na sequência quatro jogos pesados, como o Need for Speed No Limits, o Asphalt 8, o Real Racing 3 e o Gods of Rome, praticamente 4GB de dados, e passei a jogar um a um na sequência, tive experiência com congelamentos.
Contudo, é preciso dizer que minha colega, Sophia Neun, instalou o Need for Speed No Limits e o Real Racing 3 em seu Galaxy S7 Edge e não teve os mesmos problemas. Os problemas que tive com o Need for Speed No Limits podem estar relacionados também à conexão com a internet.
Não é possível usar o cartão microSD como memória interna
Além disso, o problema com o fechamento de aplicativos em segundo plano que tornou-se um problema no Galaxy S6 Edge Plus não está presente no S7 Edge. Cheguei a ter mais de 50 aplicativos rodando em segundo plano e nenhum problema de atrasos do sistema:

galaxy-s7-edge-memoria-apps-segundo-plano-w78259 apps abertos em segundo plano e o sistema rodando fluido / © ANDROIDPIT

Abaixo, você confere uma tabela com os resultados de diferentes benchmarks do Galaxy S7 Edge:
Vellamo – metal     Vellamo – multicore     AnTuTu     Geekbench 3 – single core     Geekbench 3 – multicore
v3.2.3                      v3.2.3                     v6.0.4                           v3.3.2                                    v3.3.2
2.163 pontos            3.424 pontos          131.202                           1.883 pontos                       6.173 pontos
pontos
O dispositivo que estou testando possui 32GB da memória interna e 4GB de memória RAM. Nele, estou usando um cartão SD de 120GB da Samsung, com o padrão mais alto da categoria. O fato da fabricante oferecer novamente a opção de memória expansível é ótimo para o armazenamento de fotos e outras mídias. Agora, não se confunda, não é possível usar o cartão microSD como memória interna.

galaxy-s7-review-armazenamento-interno-w782Sim você pode alterar o local onde um aplicativo será armazenado, mas isso não significa que ele realmente está inteiro lá / © ANDROIDPIT

Olhando para os exemplos acima e abaixo, você vê que, mesmo após mover um jogo de 1,22GB da memória do dispositivo para a memória externa nas capturas de tela acima, embaixo temos o armazenamento portátil ocupado por apenas 492MB. Além disso, quando busco por aplicativos na memória do dispositivo, o Asphalt 8 consta entre eles, em Configurações > Armazenamento > Memória do dispositivo > Espaço utilizado > Aplicações.

galaxy-s7-review-armazenamento-interno-micro-sd-w782Compare o tamanho do game em “Armazenamento” (esquerda) e o tamanho do arquivo em “Armazenamento portátil” (direita) / © ANDROIDPIT

A Samsung nos Estados Unidos afirmou ao site Arstechnica, em fevereiro, que decidiu não usar o Adaptable Storage, pois acredita que “os usuários querem um cartão microSD para transferir arquivos entre o telefone e outros dispositivos (laptop, tablet, etc), especialmente as fotos e vídeos que foram gravados com a câmera”.
Ainda de acordo com a fabricante, o uso incorreto deste recurso pode fazer com que o cartão seja apagado na primeira vez que o mesmo é inserido em outros dispositivos. “Este comportamento pode surpreender muitos usuários de forma negativa, e nós não queremos que eles percam seus arquivos”. No link abaixo, você confere mais detalhes sobre a questão:
Galaxy S7 e LG G5 não poderão usar microSD como armazenamento interno. Saiba o motivo
Por fim, o que você tem que ter em mente é que, assim como no Lollipop, mesmo que o Galaxy S7 Edge esteja rodando com Android 6.0.1 Marshmallow, o uso do microSD que temos é o mesmo que tínhamos no Galaxy S5, por exemplo. Logo, não pense que ter um cartão micro SD de 120GB em um aparelho de 32GB, irá lhe trazer 152GB de memória interna no fim das contas.
Samsung Galaxy S7 Edge – Áudio
Aparentemente, a Samsung ainda não conseguiu evoluir no quesito ‘alto-falante de qualidade’. Apesar do áudio do speaker ser alto, isso não significa necessariamente que seja bom. Tocar álbuns do Spotify em casa ou ambientes fechados não é um problema em 75% do volume, mas depois disso, dependendo do estilo da música, o áudio apresenta ruídos.
A Samsung ainda não conseguiu evoluir no quesito ‘alto-falante de qualidade’
O pior é que a Samsung investiu realmente neste dispositivo para o consumo de mídias: colocou uma tela excelente no aparelho e uma central para jogos. Contudo, na maior parte das vezes acabei tampando o alto-falante durante jogos ou ao assistir a vídeos em casa. Para ter uma qualidade melhor de som, é possível usar os fones de ouvido, que oferecem áudio estéreo; contudo, acabam atrapalhando na hora na jogabilidade.

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-2-w7821O alto-falante do Galaxy S7 Edge está na parte inferior do dispositivo / © ANDROIDPIT

Assim como vimos nos modelos Galaxy S6 Edge Plus e Galaxy Note 5, entre outros, a Samsung oferece um equalizador de áudio para o Galaxy S7 Edge, que pode ser usado para otimizar o som de vídeos e músicas que não usam o player da Samsung, com o Spotify, por exemplo. Assim, com os fones de ouvido (via cabo ou Bluetooth) é possível perceber uma melhora nos efeitos de áudio, mas não faz milagres.
7 dicas para melhorar a qualidade e aumentar o volume do seu Smartphone
Saiba como ativar o chip de rádio FM no seu smartphone Android

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-6-review-w782Os fones de ouvido vem na caixa do aparelho, bem como o adaptador para carregamento rápido e o adaptador USB / © ANDROIDPIT

No kit do Galaxy S7 Edge temos um fone de ouvido incluído e, com ele, duas proteções em tamanhos diferentes, assim, não precisa sofrer se a sua orelha é pequena. No aparelho não temos Rádio FM, ou seja, você terá que usar o streaming de rádios e isso inclui usar o seu plano de dados.
Em relação á qualidade das ligações, o speaker do telefone é bom; o microfone consegue captar bem a voz e deixar de lado os ruídos do ambiente em que a pessoa que recebe a sua ligação está. O tamanho do dispositivo não interfere na qualidade do áudio ou na captação da sua voz.
Samsung Galaxy S7 Edge – Câmera
A câmera do Galaxy S7 Edge é um dos grandes destaques do aparelho. O novo sensor com abertura de f/1.7 faz um excelente trabalho em condições de luz precária, e o fato de termos pixels maiores auxilia na nitidez das imagens nestas mesmas condições. O resultado é realmente impressionante: pude usar a câmera para fazer imagens à noite e, mesmo sem poder enxergar direito na tela o que estava prestes a fotografar, depois de capturada, a imagem oferecia um grande número de detalhes.
A câmera do Galaxy S7 Edge mantém as cores, a riqueza de detalhes e rapidez de foco
Apesar da câmera do Galaxy S7 Edge possuir uma resolução menor que a do Galaxy S6 Edge Plus, o sensor usa a tecnologia dual-pixel 12MP. Isso significa que todos os pixels do sensor de imagem possuem dois fotodiodos em vez de um. Assim, o sensor é capaz de focar de forma rápida. Para se ter uma ideia, quando o objeto de foco muda rapidamente de posição, como um carro em movimento, por exemplo, o foco é refeito quase que instantaneamente.
Samsung Gear 360 – A câmera esférica perfeita
Em números absolutos, a Samsung afirma que o Galaxy S7 Edge faz fotos 95% mais brilhantes e com 56% mais luz que os modelos anteriores da linha. Como este teste não foi feito em um laboratório, não posso dizer com precisão se estes números estão corretos. Porém, analisando as imagens capturadas com a câmera do Galaxy S7 Edge, certamente temos um grande melhora neste sentido.
A câmera frontal tem uma abertura de f/1.7 e se mantém em 5MP. Será que as câmeras do S7 serão as novas rainhas do mercado? Abaixo, você confere algumas imagens feitas a partir da câmera principal do aparelho:
Todas as imagens capturadas com o Galaxy S7 Edge podem ser vistas em tamanho real nesta galeria no GoogleFotos.

20160223_125538-w782Imagem capturada pela câmera do Galaxy S7 / © ANDROIDPIT
20160223_130027-w782Modo macro da câmera do Galaxy S7 Edge / © ANDROIDPIT

Os controles da câmera são bem intuitivos: basta deslizar os dedos sobre a tela para acessar os modos da câmera e a galeria de imagens. Para sair da galeria e ir direto para a câmera, basta um deslize de dedo na tela esquerda para a direita. A captura das imagens também é feita de formas variadas, especialmente para o uso da câmera frontal, com sensor de 5MP e abertura de f/1.7. Para tanto, podemos usar o toque na tela, os botões de volume, o sensor de batimentos cardíacos e o gatilho padrão da câmera.

galaxy-s7-review-camera-modos-w782Os modos da câmera do Galaxy S7 Edge oferecem desde o uso manual da câmera a colagens / © ANDROIDPIT

Os modos da câmera
Existem alguns modos de câmera que vale a pena mencionar neste review. A Panorâmica agora oferece também o recurso de foto em movimento; assim você pode mostrar as imagens na tela do celular com uma maior riqueza de detalhes.
Outros dois recursos de vídeo são o “Intervalo” (time-lapse) e “Movimento lento” (slow motion). O Intervalo é o conhecido modo com efeitos de lapso de tempo, quando a câmera captura diversas fotografias e passa a exibi-las de forma sequencial, mostrando o tempo passando de forma acelerada. Já o Movimento lento usa três velocidades diferentes, tais como 1/2, 1/4 e 1/8. Você também pode escolher qual parte do vídeo vai ficar mais lenta.

galaxy-s7-review-camera-modo-lento-w782O modo movimento lento oferece três velocidades / © ANDROIDPIT

A câmera frontal também oferece modos para correção e destaque de determinadas parte do rosto em selfies ou fotos em grupo. A representação das cores oferece uma excelente saturação, tanto em fotos quanto em vídeos, e o pós-processamento das imagens feitas com a câmera frontal é satisfatório.
Por fim, o que mais chama a atenção na câmera do Galaxy S7 Edge é a manutenção das cores, a riqueza de detalhes, a rapidez de foco e a excelente saturação das cores.

Samsung Galaxy S7 Edge – Bateria
O Galaxy S7 Edge vem com uma bateria com capacidade de 3.600 mAh, sem uso de módulos ou acessórios. Se compararmos este dispositivo com o primeiro modelo, o Galaxy S6 Edge, estamos falando de um aumento de 1.000 mAh a mais de bateria. Isso é possível devido a alguns fatores, entre eles o aumento do tamanho da tela, mas, em especial, pelo fato da Samsung ter utilizando uma nova tecnologia de baterias maleáveis de fabricação própria, podendo assim aproveitar os furos dentro do aparelho.
Dicas para aumentar a duração da bateria do seu Android

AndroidPIT-Samsung-galaxy-s7-edge-8-review-w782Estes dois acessórios podem ajudar a carregar a bateria / © ANDROIDPIT

O S7 Edge traz a tecnologia de carregamento rápido e também sem fio. Pude efetuar meus testes apenas com o adaptador e o cabo, mas ainda assim o processo foi bem rápido; quando o aparelho estava em 5%, precisou de 1h e 16m para chegar a 100% de carregamento. Assim, se você estiver com pressa, não vai ter que se preocupar se carregar o aparelho por apenas 30 minutos. Este foi o tempo que demorei para carregar de 5% para 43% a bateria.
A bateria do Galaxy S7 Edge dura praticamente 24 horas
Além disso, a Samsung manteve os seus conhecidos modos de economia de energia, mas claro, usando estes recursos você terá uma limitação de uso do aparelho nestes casos. Aliás, o software do Galaxy S7 Edge foi todo otimizado para salvar energia. Quando lançamos o Game Launcher, por exemplo, temos a opção de “Economia de energia durante jogos”.
Sinceramente, preferi ficar a maior parte do tempo com essa opção desativada, pois queria os quadros e a resolução em níveis normais, mas caso você precise, a opção “Economizar energia” ainda entrega uma experiência bem boa e, de quebra, consome menos energia.

galaxy-s7-edge-economizar-bateria-w782Logo que você abre o Game Launcher, encontra a opção “Economia de energia durante o jogo” / © ANDROIDPIT

Abaixo, você tem um exemplo do uso do Galaxy S7 Edge por praticamente 24 horas. Das 21h de domingo até às 17h de segunda-feira, o aparelho saiu de 100% para 20% da capacidade de energia. O aparelho chegou a 5% às 20h e 42min, sendo que tive que rodar três vezes o benchmark AnTuTu por conta de um update do aplicativo. Isso consumiu 30% da bateria no dia; logo, o aparelho teria aguentado muito mais tempo sem este teste de benchmark.

galaxy-s7-edge-bateria-consumo-w782Este foi o meu consumo de bateria de domingo para segunda-feira / © ANDROIDPIT

Samsung Galaxy S7 Edge – Especificações Técnicas
Tipo: Smartphone
Modelo: Ainda não disponível.
Fabricante: Samsung
Dimensões: 150,9 x 72,6 x 7,7 mm
Peso: 157 g
Tamanho da bateria: 3600 mAh
Tamanho da tela: 5,5 polegadas
Tecnologia da tela: AMOLED
Tela: 2560 x 1440 pixels (534 ppi)
Câmera frontal 5 megapixels
Câmera traseira 12 megapixels
Flash: LED
Versão do Android: 6.0 – Marshmallow
Interface: TouchWiz
RAM: 4 GB
Memória interna: 32 GB
64 GB
Memória removível: microSD
Chipset: Samsung Exynos 8890
Número de núcleos: 8
Velocidade máx. 2,3 GHz
Conectividade HSPA, LTE, NFC, Bluetooth 4.2

Veredito Final

A Samsung voltou atrás e acertou. Infelizmente, quem comprou os modelos de 2015 pode acabar frustrado sabendo que a volta da resistência à água e do cartão micro SD fazem sim a diferença. O aparelho é bem desenhado, e possui um recurso de software que, por mais que a maioria dos usuários não goste de jogos, é um dos nichos do Galaxy S7 Edge.
Em comparação ao Galaxy S7, existem pouca diferenças, que basicamente seriam o tamanho da bateria, do aparelho e das bordas laterais. Mas, em relação à experiência de uso, o Galaxy S7 Edge é melhor para assistir vídeos e navegar entre as galerias de imagem. Além disso, usando recursos de acessórios como o Gear 360 e Gear VR, pensando daqui a dois anos, este dispositivo ainda vai proporcionar qualidade no seu uso.
Entre o Galaxy S7 e o Galaxy S7 Edge, ficaria definitivamente o último
Se você me perguntar com qual smartphone ficaria, se com o Galaxy S7 ou com o Galaxy S7 Edge, minha resposta seria definitivamente com o último. Além de trazer todos os recursos do carro-chefe da Samsung, traz funções extras e possui uma tela um pouco maior. Contudo, isso vai depender do valor do dispositivo no país. Se nossa fonte estiver correta, a diferença de preço seria de apenas apenas 300 reais, e isso, com certeza me faria optar pelo S7 Edge.
E você, o que achou o Galaxy S7 Edge? A Samsung acertou em trazer recursos removidos da versão anterior?

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *