Teologia de araque

Imagem: Arquivo Google – Pensador

Desde que ouvi John Lennon dizer que a “vida é o que lhe acontece enquanto você está ocupado fazendo outros planos”, passei a ver o futuro com mais humildade, a minimizar planos grandiosos que podem acabar a qualquer momento num tsunami, numa bala perdida ou num infarto. Achava até uma certa arrogância fazer planos, desafiar o futuro, mas eu tinha 36 anos e a cabeça cheia de sonhos em 1980. Deixar a vida me levar, à la Zeca Pagodinho.
Mas logo entendi que esse método me levaria ao caos da absoluta imprevisibilidade e que eu acabaria tendo que fazer coisas que não queria. Por falta de planejamento, organização e disciplina. Também entendi que o plano é importante, mas é seu, e pode mudar a qualquer momento pela sua vontade. Se tudo correr como o planejado, ótimo; se não, corrige-se, muda-se, cancela-se. Não é seu plano que manda em você, você é que manda nele e são suas as responsabilidades.
Lembro-me disso a toda hora quando ouço falar em um “plano de Deus para o Brasil”, como se Ele fosse responsável por tudo de ruim que acontecesse, e o Enviado o merecedor de todos as graças e glórias. Mas Deus não é bobo rs. Há até alguns que se acham mais espertos e tentam enganar o Todo-Poderoso o tempo todo, usando seu Santo Nome em vão e em seu próprio poder e benefício.
Muitos odeiam o próximo como a si mesmos, desonram pais e mães com roubos e trapaças, mandam matar, livram assassinos e torturadores, atiçam o ódio, tudo em nome de Deus, mas por eles mesmos.
O oitavo mandamento, “Não levantar falso testemunho”, um clássico sempre popular no Brasil, é definido pela Bíblia como “matar com a língua” ou “desmoralizar”.
“Não desejar a mulher do próximo” é outra preferência nacional. Mas desejos não realizados geram inveja e rancor.
E, fechando a lista, o risível “não cobiçar as coisas alheias”, que seria a popular “inveja”, que por banalidade foi rebaixada de mandamento para pecado capital.
Ainda bem que estamos nas mãos de pessoas de fé e cumpridoras dos mandamentos de Deus.
Fonte: O Globo – Edição Digital

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *