Toffoli mentiu

Foto: Arquivo Google – Jornal da Cidade Online

Está provado que Toffoli mentiu ao negar, em nota que depois foi desmentida pelos fatos, que o STF tenha recebido ou acessado relatórios de inteligência financeira produzidos pela Unidade de Inteligência Financeira (UIF), o antigo COAF.

“O Presidente Dias Toffoli não comenta processo que tramita sob segredo de Justiça. Vale esclarecer que o STF não recebeu nem acessou os relatórios de inteligência financeira conforme divulgado pela imprensa”, diz a nota. [fonte: O Antagonista].

O ex-advogado do PT e atual presidente do STF (ministro indicado pelo estuprador de cabras) obteve, sim, acesso a dados sigilosos. Um escândalo, mais um. Abuso de autoridade é motivo de impeachment. A imprensa publicou: “O acesso ao material foi pedido por Toffoli em 25 de outubro. Em 5 de novembro, ele recebeu a resposta do BC, que liberou os caminhos para a consulta dos dados, mas fez um alerta devido ao sigilo e por incluir informações de “um número considerável de pessoas expostas politicamente e de pessoas com prerrogativa de foro por função”.

Hoje, o Procurador Geral da República, Augusto Aras, pediu a Toffoli para revogar decisão que lhe deu acesso a dados sigilosos de 600 mil pessoas. “Os relatórios, produzidos pelo antigo COAF, têm dados de cerca de 600 mil pessoas, 412,5 mil físicas e 186,2 mil jurídica“, segundo a Folha.

“Para o Procurador Geral da República a medida do presidente do STF foi ‘demasiadamente interventiva’ capaz de expor a risco informações privadas relativas a mais de 600 mil pessoas, entre elas indivíduos politicamente expostos e detentores de foro por prerrogativa de função”.

Na quinta-feira, dia 14, a assessoria de Toffoli afirmou que, embora ele tenha solicitado e obtido a permissão para ver os relatórios, não chegou a acessá-los em nenhum momento”.

O STF, com esse tipo de ministros, acabou. Acintosamente atenta contra a segurança nacional e a ordem pública. Quem garante que essas informações não irão parar (ou já foram parar ) no serviço de inteligência do PT, criado por José Dirceu, ex-patrão de Toffoli, para serem usadas para chantagear pessoas ?

Afinal, tudo vaza nesse país, sempre a favor da esquerda, e ninguém nunca é punido.

Como confiar no STF depois que uma organização criminosa governou o Brasil?

Vivemos tempos mais perigosos do que 1964.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *