28 de maio de 2022
Lucia Sweet

Presidência do Senado e o Conselho de Ética

Foto: Arquivo Google – Blog do Valdemir

Davi Alcolumbre tweetou que “em sua primeira reunião, nesta manhã (25), o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar escolheu o senador Jayme Campos (DEM-MT) para presidência do colegiado e o senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) para a vice-presidência”.
Os dois votaram para derrubar os vetos do Presidente Jair Bolsonaro à lei de abuso de autoridade do Renan Calheiros e Requião, para punir os juízes que ousarem condenar “autoridades” que cometem crimes.
Está em curso uma rebelião de bandoleiros para prender os xerifes, nem disfarçam mais. E estão tomando conta.
Entre os que votaram com o PT, PSOL, PCdoB, PDT, PSB, MDB, PP, DEM et caterva no Senado, vemos os, não tão ilustres, José Serra, Anastasia, Tasso Jereissati do PSDB. Cid Gomes, o irmão do Ciro, também.
Em causa própria, porque partidos viraram organizações criminosas.
Na câmara dos deputados, além do ator pornô Davi Miranda, marido do Verdevaldo, vemos os nomes de Aécio Neves, Alessandro Molon, Freixo et caterva.
Pelo menos mostraram a cara. Agora está claríssimo quem é quem.
Mas Rodrigo Maia, pasmem, votou contra a derrubada dos vetos. Que tal?
Confira os nomes dos senadores a favor dos bandidos. E nunca mais vote neles ou em candidatos de seus partidos.
Será que o Felipe Moura Brasil, do Pingos nos Is, vai agora para de vociferar e ameaçar o Presidente Bolsonaro, caso o Presidente não vete as barbaridades que pululam no Congresso, e começar a atacar os autores desses absurdos?
Como se a culpa fosse do Presidente.
A Cesar o que é de Cesar.

author
Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.