O segundo turno no Rio

util
Usar ironia, deboche e palavras de baixo calão para discutir o segundo turno das eleições do Rio de Janeiro e desqualificar da maneira mais grosseira possível quem vota no adversário, só deve servir para desopilar o fígado de quem vomita tanto ódio e intolerância. Porque a falta de argumento aborrece todo mundo.
Algum órfão do PT que votou duas vezes no Lula e ainda votou na Dilma, sua preposta, como membro obediente da seita lulopetista – na verdade, uma organização criminosa – tem coragem de pontificar e, sem fazer autocrítica, ousa ensinar os outros a votar ?
No PSOL? Um partido ainda mais radical do que o PT, esse mesmo PT que apoia seu candidato a prefeito junto com o PCdoB, Rede, PSTU ? Que apoia Cuba, Venezuela, Coreia do Norte e fez uma opção pelos criminosos ignorando as vítimas ? Que quer uma escola que em vez de ensinar doutrine? Que quer diminuir o custo de vida com horta caseira ? Que apoia a invasão das terras tombadas do Jardim Botânico ? Que apoia a mudança de sexo do “de menor” , mas não apoia a diminuição da maioridade penal ? Que apoia a liberação de TODAS as drogas ? Que apoia a corrupção do PT e ataca o Juiz Sérgio Moro? Que queima em praça pública a bandeira de Israel? Que quer gerir a cidade do Rio de Janeiro em estado pré-falimentar com ideias que deram errado no mundo inteiro? Que chama o impeachment de golpe e ofende quem não pensa da mesma maneira? Que tem o apoio da esquerda caviar que mora na zona sul do Rio de Janeiro ou nas grandes capitais do mundo, bem longe daqui? Antigamente chamavam esse circuito de Helena Rubinstein.
Eu entendo alguém anular o voto. Mas não entendo alguém que vote no PSOL.
Conheço uma faxineira que é da Igreja Universal. Ela é inteligente, honesta e sabe de tudo o que se diz a respeito da sua religião. E comentou comigo :
— Na minha igreja, ninguém mete a mão no meu bolso para roubar o meu dinheiro. Eu só dou dinheiro se quiser. E ninguém me obriga a frequentar o culto.
É um direito dela, que eu respeito, é claro.
Acho inacreditável o preconceito e a falta de respeito dessa esquerda-caviar com os membros da Igreja Universal. Como se fossem todos incapazes e precisassem ser tutelados. Essa mesma esquerda que defende com unhas e dentes os radicais islâmicos.
E para acabar de vez, reproduzo este diálogo extraído dentre os comentários do meu post no Facebook. (sem os nomes reais, é claro, já que não tenho autorização pra isso).
“G.: Eu não estou vendo nada! Cansei e não vou votar, pela primeira vez! Nenhum desses candidatos merece meu voto!

L.: Nem o meu, mas temos que barrar o Freixo, muito pior do que o Crivella. Freixo é o candidato de certos artistas engajados, que se dizem defensores do povo, enquanto aplaudem ditaduras e governos nefastos que só aumentam a miséria. O PSOL de Freixo, defende abertamente o regime de Maduro na Venezuela, enviou à Caracas, comitiva de apoio por ocasião das eleições. Freixo em entrevista, disse que violência é apenas um método de protesto.

G.: Freixo é um imbecil, protetor da turma dos Black Blocs! Também é muito perigoso!
M.: Concordo contigo. Quando vi o resultado do Rio, lamentei os vencedores e mais ainda os eleitores, inclusive ausentes que, só favoreceram os que queremos tirar… Esse refrão de “não vote…” é dos vermelhinhos e todos acabam atendendo ao apelo deles.
Z.: Todo voto é útil, inútil é NÃO votar. Vamos de Crivela, é o menos pior. Deus nos livre de Freixo, e para isso temos que votar SIM . Concordo com vc, o povo desta vez não pode vacilar… tem que se unir pra colocar Freixo pra fora!!!! Comunismo não”!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *