Maracujá – Passiflora (do meu jardim)

Existem no mundo mais de 400 espécies de passiflora, entre elas o nosso maracujá e o maracujá doce, trepadeiras.+

Dizem que o maracujá foi descoberto no Brasil no final do século XVI por missionários espanhóis, que o levaram para a América Central, Ásia, depois África e Antilhas. Só chegou à Europa no século XVII, em 1629, onde a nova planta foi cultivada por botânicos e horticultores em estufa.

Os índios, além de comer a fruta, também usavam o maracujá para uso medicinal.

Em francês, a fruta chama-se fruit de la passion, termo que teria aparecido em 1808, resultante das palavras em latim flor e passio (paixão), em alusão à Paixão de Cristo. O coração da flor representaria a coroa de espinhos, as pétalas os dez apóstolos, os cinco estames uma referência às cinco chagas de Cristo, e o pistilo os martelos usados para cravar os pregos na cruz.

A história do maracujá

O maracujá cresce principalmente em países tropicais: na América do Sul (Brasil, Equador, Colômbia, Peru), nas ilhas (Índias Ocidentais, Havaí, Fiji), na África (Quênia, Costa do Marfim, Angola), Indonésia, Índia e Austrália. O maior produtor do mundo continua sendo o Brasil.

É rico em antioxidantes e fibras (pode até diminuir os sintomas da asma), reduz a pressão arterial, aumenta a energia e tem poucas calorias.
Benefícios do maracujá, segundo o site https://www.tuasaude.com/maracuja/
Para tratamento de diversos problemas, como:

1. Ansiedade e depressão: ajuda a reduzir a ansiedade e agitação, ajudando a acalmar já que é composto por substâncias que atuam diretamente no sistema nervoso, promovendo o relaxamento;
2. Insônia: tem um efeito no organismo que induz a sonolência e tem propriedades relaxantes e calmantes que ajudam a adormecer;
3. Nervosismo, agitação, inquietação e hiperatividade em crianças: tem uma ação sedativa e calmante, que ajudam a relaxar e a acalmar;
4. Mal de Parkinson: ajuda a reduzir os tremores associados à doença, pois possui propriedades que acalmam o organismo;
5. Dores menstruais: ajuda a aliviar a dor e diminui as contrações no útero;
6. Dor de cabeça causada por rigidez muscular, tensão nervosa e dores musculares: ajuda a aliviar a dor e a relaxar o corpo e os músculos;
7. Pressão alta causada pelo estresse: ajudar a baixar a pressão sanguínea.

Explicando melhor: Pesquisas indicam que o extrato de casca de maracujá pode melhorar a pressão arterial sem quaisquer efeitos colaterais. Também pode ser eficaz no alívio de sintomas associados à asma, como tosse e falta de ar. O maracujá é particularmente rico em cobre, zinco, magnésio, vitamina C e vitamina B3. Baixo em calorias (62kcal / 100g), o maracujá pode ser consumido como sobremesa em uma dieta para emagrecer.
Além disso, alguns estudos indicaram que a casca do maracujá diminui os picos de insulina, promovendo a prevenção e o controle da diabetes, por exemplo. Também ajuda a regular os níveis de glicose e colesterol no sangue, além de favorecer o bom funcionamento do intestino, já que é rico em fibras

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *