Escrevi há exatamente um ano…

Todos que leem o que escrevo sabem que eu sou contra extremismos. Por isso avisei que alguém que pedisse intervenção militar na minha linha do tempo seria bloqueado.

No entanto, caso queiram derrubar o Presidente democraticamente eleito, que venceu mesmo com as fraudes denunciadas e ignoradas, apoio que o povo vá para as ruas e não permita que a organização criminosa que ainda domina o establishment tome no tapetão o poder Executivo. Sim, porque os outros poderes continuam aparelhados.

Desde que eu trabalhava no Jornal do Brasil, onde assinei uma página aos sábados, e no Globo, onde assinei duas páginas também aos sábados, eu me sentia uma estranha no ninho.
Nos anos de ouro do jornalismo, vi os “luminares” das redações atacarem impiedosamente a “ditadura” dos militares, que por eleições indiretas trocavam de presidente periodicamente, com dois partidos, e idolatrarem a ditadura cubana, um regime comunista e autoritário , de partido único, o partido comunista, e um regime bem pior do que qualquer AI-5 poderia impor.

Hoje Cuba foi substituída pela China, nos amores da esquerda, porque Cuba é um país arruinado e a China é a 2ª economia do mundo, Ou seja, é tudo por dinheiro e poder.

Por isso, observo a indignação que faltou à esquerda, que lucrava com seus partidos no poder — roubaram até nosso futuro — ficar revoltada quando o povo vai às ruas pedir um AI-5, algo absolutamente impensável e impossível de acontecer.
Desde que FHC, Zé Dirceu, STF, OAB não queiram dar um golpe contra o nosso presidente, como se eles estivessem acima da Constituição e suas leis. Aí, queridos, não vai ter AI-5, vai ter guerra civil.

A esquerda não tem estamina para lutar. Vive o excesso de drogas, depravações de todo o tipo e é covarde. Tem sim dinheiro para pagar mercenários. Dinheiro que, em nome do povo, roubou do povo aos trilhões.

Rezo para que isso não aconteça. Em 2022 teremos novas eleições. Novos e velhos candidatos. Como sempre, vencerá quem tiver mais votos.

Façam suas campanhas. Democracia é isso, não o que acontece na Venezuela, Cuba, China, Coreia do Norte, etc.

Mas se quiserem confronto, informo: preparem-se para morrer.
O povo acordou. E não vai permitir que os inimigos do Brasil, apátridas, voltem ao poder sem eleições.
Todo o poder emana do povo, não das Instituições, muitas delas corrompidas pelos seus integrantes.
Impeachment sem crime é golpe. Lembrem-se da Queda da Bastilha, na França.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *