16 de agosto de 2022
Lucia Sweet

#Dia26EuVou


Eu acho um erro imperdoável a esquerda fazer pouco do Presidente. Bom para nós. Bolsonaro passou muitos anos no Congresso subestimado e desprezado, apesar de ter sido o deputado federal mais votado do Rio de Janeiro. Não viu quem não quis e nesses anos, tratado pelos arrogantes como se fosse invisível, pode ver e observar tudo. Achavam que ele não tinha a menor importância. Com isso ele conheceu os calabouços e as masmorras do congresso nacional.
Portanto, não se preocupe com a COAF ter ido para o Ministério da Economia – um tiro no pé de quem fez pirraça contra o Sérgio Moro. O eleitor não esquecerá. Não vale a pena preocupar-se por três motivos:
1. Primeiro, porque o Paulo Guedes já disse que se a COAF for para ele, quem vai orientá-lo para as nomeações será o ministro da Justiça.
2. Segundo, é preciso lembrar que quem quis colocar o COAF no ministério da Justiça, e com toda a razão, foi o Bolsonaro. Moro não pediu.
3. Terceiro, aprovada pela Câmara e pelo Senado, a medida provisória volta para o Presidente sancionar. E é aí que, caso realmente atrapalhe a luta contra a corrupção, o Presidente tem poder de veto. Basta ele vetar a ida da COAF para a Economia. Simples assim. Derrubar um veto do Presidente é quase impossível.
Aonde mora o perigo? Se o Senado mexer na medida modificada e aprovada pela Câmera, haverá NOVA votação na Câmara. E aí, se não votarem em tempo hábil, a medida cai e acaba a reforma administrativa do novo Governo. Voltam os 29 ministérios do temer (A Dilma tinha 39) e outras aberrações.
Por isso, às vezes, quem finge ajudar, na verdade quer passar uma rasteira no Presidente. A oposição e o centrão não têm nada de ingênuos. Não vamos subestimar o Presidente. Demos a ele um voto de confiança e até agora ele não nos decepcionou. Continua lutando contra tudo e todos.
O Brasil foi dominado por uma organização criminosa poderosa que ainda ocupa postos-chave no Judiciário, no Legislativo e na máquina pública. Para vencê-la o Presidente precisa do nosso apoio. O primeiro passo são as reformas. Vamos todos para as ruas para demonstrar que exigimos as reformas. Isso é que é crucial nesse momento. O povo elegeu Bolsonaro , a vontade do povo é soberana e o povo unido jamais será vencido.
#Dia26EuVou

author
Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.