Agora chegou a vez da Ivermectina

O Brasil deve ser o único país do mundo em que remédio contra piolho só pode ser vendido com receita médica.

Mas crack, por exemplo, pode ser consumido e vendido. Crack mata.

No Rio, graças ao Fachin, a polícia não pode subir nos morros.

Em São Paulo tem até a Cracolândia do Haddad do PT.

E gostaria que me explicassem, desculpe a burrice: como permitir o consumo de drogas se a venda é proibida? Os drogados materializam as “substâncias”? É esotérico?

Mais de 30 mil criminosos foram soltos para não se contaminarem com o vírus chinês, mas se você não usa máscara, ou vai à praia, ou tenta trabalhar é preso. Para não haver contaminação aonde? Na praia ou na prisão?

Elegemos o Presidente, mas sem base para apoiá-lo num congresso pululando de corruptos.

Não se trata do que o Presidente quer fazer, mas do que o Presidente pode fazer. Sem falar nos bandidos de toga, como denunciou Eliana Calmon.

Só não podemos perder a esperança. Nosso voto é importantíssimo. Cada voto conta. Não podemos mais jogá-lo no lixo da História votando em candidatos de partidos corruptos.

Não existe candidato bom em partido ruim.

Voto ZERO em partidos de esquerda ou centro-esquerda.

E paciência, muita paciência sem perder o foco. Nem a fé. É difícil, mas não impossível.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *