A esquerda nunca respeitou a Carta Magna

Imagem: Google Imagens – Unicerp

É tudo fingimento. E o que é feito para barrar essa tirania sem votos?

Quase nada, porque os guardiões da Constituição, nomeados pela esquerda, decidiram que, se assim quiserem, podem até decidir que a Constituição é inconstitucional.

Vivemos tempos inéditos de insegurança jurídica. Ao ponto de pautarem leis para tentarem fazerem com que a Constituição seja cumprida. Um absurdo.

No Senado, seu presidente, um obscuro candidato à presidência da República em 2022, por um partido aliado ao PT e ao carniça, aceita interferência de outro poder para prejudicar ao máximo o atual presidente democraticamente eleito, e não pauta reformas imprescindíveis, prejudicando o Brasil. Age em causa própria.

O povo? Que se dane.

Alguém acredita que fazem alguma coisa pelo bem do povo? O povo para eles deve ser enganado, usado, oprimido e desprezado.

No próprio Senado, o presidente da CCJ, a mais importante comissão, obstruiu sozinho desprezando o plenário e não renuncia, apesar de gravações comprometedoras que “podem” indicar até cafetinagem com dinheiro dos contribuintes.

A CPI para derrubar o governo de maneira macabra, em nome de uma doença politizada, talvez seja a maior desmoralização da história do Senado.

Seus integrantes, que exibem prontuários, em vez de curriculum, são acusados de toda sorte de crimes, até pedofilia!!!

Incontáveis mudanças deste governo nas pautas do atraso e da dominação têm sido barradas, a pedido dos partidos de esquerda. Governam sem terem sido eleitos.

Last but not least, temos a “grande” imprensa, que trocou notícias por ficção, mas que continua fingindo iludir os poderosos de esquerda, que prestigiam certos jornalistas como arautos da ética e da verdade, mesmo que tenham sido condenados por publicarem mentiras e acusados de assédio.

Onde? Na CPI das “fake news”, outra CPI risível que só faz torrar o nosso dinheiro.

Como ninguém mais que se preze leva a sério a imprensa vendida, agora fala-se abertamente em censura.

Como se não tivesse gente presa por crime de fake news, que não existe. Em breve, se nada for feito, precisaremos voltar aos sinais de fumaça ou aos pombos correios.

Opinião agora é crime, mas podem roubar à vontade, desde que se tenha a mesma ideologia de quem não pune.

A “reação” não está à altura das ações.

Um lado joga dentro das quatro linhas, o outro, joga fora. Isso não pode acabar bem.

Que, ao menos, o final seja feliz para o Brasil.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *