Não há alternativa ao Bem

Foto: Simon Needham
Agora cedo li um texto que prenunciava um futuro medonho para a humanidade. Parei na metade.
Não porque eu seja uma espécie de Poliana do século XXI, que enxerga tudo em tons róseos: admito e acredito que tempos difíceis podem estar vindo, onde batalhas furiosas e decisivas pela Liberdade e pela Civilização estarão – e estão sendo – travadas.

Mas é que eu acredito que não há alternativa ao Bem.

A humanidade já passou por tudo: perseguições por raça, cor, religião, guerras colossais, massacres sem sentido, ideologias homicidas que permaneceram décadas no poder…

E sobreviveu. NÓS sobrevivemos.

E vamos vencer mais essa.

Porque não há alternativa ao Bem.

Pode até parecer que as Trevas vão prevalecer, mas até essa aparente vitória passageira serve aos planos do Bem.

Eu declaro: me recuso a dobrar os joelhos.

A não ser que seja para agradecer a Vitória. Que virá.

Porque não há alternativa ao Bem.
Não sei quanto a vocês, mas, por via das dúvidas, minha armadura e meu capacete, minha espada e meu escudo, dos quais falava Paulo, já ficam no pé da cama.
Vai que.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *