Hoje é Dia do Homem

Ou melhor: hoje é dia de Bridger Walker

Dia do Homem em 15 de Julho é daquelas coisas que só tem no Brasil, como socar ovo de codorna, purê e ervilha no cachorro quente. No restante do mundo civilizado a efeméride é comemorada no dia 19 de novembro.

Eu ia dedicar este texto, como sempre faço, a Clint Eastwood – já disse e repito que o tal Dia do Homem, aqui, ali e em qualquer lugar, deveria ser efetivado no aniversário do Clint, dia 31 de maio. Mas aí apareceu Bridger Walker.

Bridger é o menininho de 6 anos que não hesitou em se interpor entre sua irmãzinha caçula e um cachorro bravo, tornando-se um escudo humano. Pagou um alto preço e seu rosto ficou bastante ferido. A irmã? Sã e salva.

Nesse breve história há tudo que se precisa saber sobre Masculinidade – assim, com letra maiúscula. Sim, porque ser homem não é dar porrada, coçar o saco e cuspir no chão, como alguns babuínos parecem achar – perdoem-me os babuínos. Ser Homem, assim, com maiúscula, é algo mais, difícil até de ser descrito, mas facilmente identificável.

Ser Homem, principalmente nos tais tempos sombrios de hoje… é ser cais. Ancoradouro. Âncora. Ser homem é ser a raiz, densa e profunda. O rochedo. A base. A fundação. Ser homem é ser, muitas vezes, adaga, lança e punhal.

Mas, principalmente, escudo.

Clint? Pode ficar tranquilo: já temos Bridger Walker.

Feliz Dia do Bridger.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *