Essa é a imagem mais bonita que você vai ver hoje

foto: Sam Shaw
Estamos em 1956. O fotógrafo Sam Shaw está no Central Park para uma sessão de fotos – com Marilyn Monroe. Sim, Marilyn.
Sam tem uma ideia e pede a Marilyn que faça… um improviso.
Ela meneia a bela cabeça loura. Pensa por alguns instantes. Pede o “New York Times”. E senta ao lado de um casal, em um banco do parque.
O rapaz parece estar pedindo a moça em casamento, aparentemente alheio ao fato de que, ao seu lado, está a mulher mais famosa do mundo – e uma das mais lindas.

Marilyn folheia o jornal, imersa em seu mundo. E Sam Shaw, em um nanossegundo, congela o tempo, que, mesmerizado, interrompe por um momento o seu tique-taquear.

Eu acredito em mundos invisíveis, viagens no tempo e dimensões paralelas.

Em uma delas, Marilyn Monroe está sempre à tarde, no Central Park, sentada em seu banco, fingindo ler um jornal, e redesenhando as definições de Beleza – para que nunca nos esqueçamos.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *