Atração fatal

Misseis russos têm atração fatal por aviões de passageiros. Sobretudo se estiver voando sobre território ucraniano ou for de uma companhia do país alvo.

Em julho de 2014, um Boeing 777 com 298 pessoas a bordo fazia o trajeto Amsterdã > Kuala Lampur quando – sobrevoando território ucraniano – foi desintegrado em pleno ar por um míssil Buk -Telar, sucata do arsenal soviético.

Foto: Arquivo Google – Gauchazh

Hoje o presidente ucraniano disse “não descartar” a hipótese de que o Boeing 737-800 da companhia aérea Ukraine International Airlines, desintegrado em pleno voo, matando 176 pessoas, seja mais uma “desculpa, foi mal”, das autoridades iranianas e da tecnologia bélica rastaquera do arsenal russo.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *