Agência de notícias – 08/07

Destaques:

“Biden falará sobre o Afeganistão em meio à rápida retirada dos EUA”.

Em vídeo, após a retirada das tropas americanas do Afeganistão, a administração Biden, se volta para a política de reparação e anuncia a decisão de “emitir vistos para mulheres afegãs vulneráveis”.

Foto: Google Imagens – Folha PE

A nota merece um comentário:

Mulheres afegãs vulneráveis são quase a metade da população afegã. A decisão poderá gerar reação dos milhares de emigrantes latino-americanos acantonados na fronteira México/EUA.

Apesar do ‘gentil’ comunicado da Kamala para que latino-americanos não ousem se deslocar em direção aos EUA, a fila de espera só aumenta.

“O Canadá, contribui para o recalque dos latino-americanos que desejam viver no país e informa que pretende realocar intérpretes e funcionários afegãos na burocracia administrativa”.

Do outro lado do mundo, as forças afegãs respondem pragmaticamente. Retomam Qala-e-Naw após incursão do Talibã.

Tajiquistão pede ajuda ao bloco liderado pela Rússia na fronteira com o Afeganistão.

O Irã se apresenta como força ‘moderadora’ e se oferece para interceder nos conflitos na região.

Comento: Ao contrário da Kamala, a ‘gentileza’ iraniana é mais objetiva. Resolve dissidências, êxodos e conflitos com métodos coercivos violentos, prisões em massa e castigos cruéis.

A Covid-19 não é pauta de destaque na região.Também, pudera, eles tem meios de espalhar a morte, o terror e a destruição de modo mais assustador.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *