Piada de Gaúcho


Luís Fernando Veríssimo, como Chico & Caetano, já escreveu coisas muito ótimas, cheias de humor, lirismo e beleza.
Pergunto me em que Brahmas, em que brumas se perderam? Retiro a pergunta. Vai ver sempre estiveram nas brumas. Tinham o “Dom de Iludir”, como cantava o baiano; são japonesas de Pequim, como queria o carioca.
Tantas palavras, pérolas aos porcos que não são poucos.
Fui visitar meu micro-ondas e, ao lado dele, vi sementes de mamão secando sobre uma página do jornal O Globo, agosto de 2018. Manchada de mamão restava uma crônica do Veríssimo, “Eleições e Eleitores”.
Era jornal velho, que eu mesmo havia descartado para forro de gaiolas, coco de cachorro, etc.
Mas fiquei curioso e, sem derramar as sementes, rasguei a crônica para acompanhar meu cappuccino. Curioso por ser mais ou menos recente e por saber que Verissimo é notório e finório petista encruado. Como Caetano & Chico.
Com o talento e a graça habituais, Verissimo começou a navegar nos mares das eleições, dizendo que, bem antigamente, elas eram resolvidas a cabeçadas. O mais macho, o vencedor, tomava as “fêmeas e o poder”.
Depois divagou sobre Freud; a origem divina das monarquias e a força bruta das ditaduras porém, sem citar exemplos. Só no sapatinho…
Pensei: “Vamos ver como ele vai terminar…”.
Foi assim. Descartadas as inviáveis cabeçadas, ele concluiu: “Já ouvi a sugestão que se larguem todos os candidatos anunciados no coração da Amazônia, armados com um facão e um cartão de crédito. O primeiro a chegar a Brasília ganha a Presidência. Sem representar nada além da sua própria ambição e saúde para o cargo”.
Bom, agora em outubro, a sugestão continuaria válida, mas com apenas dois candidatos, por ordem alfabética, Bolsonaro e Haddad.
Ou Fernando e Jair, OK?
Falando de corda em casa de Tiradentes; um facão na mão de Haddad acabaria na barriga do Bolsonaro. Então, deixemos os dois apenas com o cartão de crédito.
Penso que, mesmo assim, Bolsonaro chegaria a Brasília facilmente pois, como militar, deve ter feito curso de Sobrevivência na Selva.
Já Haddad, que se perderia em suas próprias ciclovias, estaria na floresta até hoje ou, mais provavelmente, morto, devorado por formigas. Tadinhas… Haja Omeprazol e Pantoprazol Sódico Sesqui-hidratado nelas!
PS.: A piada de Gaúcho? Enganei vocês, não é sobre Lula e Pelotas. Lula tá preso, babacas!

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *