8 de Março, o grande 1º de Abril


Já vou avisando que não tem parabéns especiais, nem bajulação, adulação, loas, pena, revolta; muito menos frases idiotas como “cadê o Dia do Homem?” e “Dia da Mulher é todo dia”.
Pra mim, 8 de março é coisa de feminista feia, chata e peluda.
Igualdade? Que besteira! Nascemos, homens e mulheres, graças a Deus ou Darwin, bem diferentes uns das outras. Nascemos diferentes de propósito, para nos completarmos.
E as mulheres tiveram mais sorte, nasceram mais bonitas e mais fortes que nós.
Num filme de Godard, o próprio Godard conta, com o maior tédio e seriedade, uma piada à sua doméstica enquanto ela, indiferente, espana uma estante de livros.
A piada do Godard: “O que o Tubarão Pai disse ao Tubarão Filho, em frente a um naufrágio?”
– Lembre-se filho: mulheres e crianças primeiro…
Aí eu viro a piada. Cadê a igualdade quando o capitão do Titanic gritou “Mulheres e crianças primeiro”? Deu no que deu, Leonardo Di Caprio morreu.
Agora uma do Millôr: “Querer liberdade é coisa de escravos”.
É claro que as mulheres sofreram e sofrem muito apenas porque pertencem ao “sexo frágil”.
Mas não exageremos. Isso já era; está acabando e muito rapidamente.
Mas tem coisa que não dá pra mudar. Claro, milhões de mulheres são mais fortes e mais rápidas que eu. Acontece que, número infinito, de homens, é mais forte que estas mulheres mais fortes que eu.
Fazer o quê? É a natureza.
Futebol feminino é um saco.
Nas olimpíadas, as provas são masculinas e femininas…
No vestibular as provas são iguais…
Homens ganham mais porque são homens? Mentira!
Todas minhas amigas, todas minhas ex mulheres – que nunca foram minhas – sempre ganharam e ganham mais que eu. O que não é difícil…
O mundo é dos homens? Mentira!
Pegue o jornalismo, as mulheres são mais numerosas já nas universidades e depois nas redações e na televisão. Vejam o número de apresentadoras e mulheres repórteres. Duas vezes maior que o dos homens.
Nos hospitais e em várias outras profissões.
Mas não nos bombeiros, no Exército, na Polícia, nas oficinas mecânicas, na construção civil – como pedreiros, não como engenheiras – trocando pneu furado.
Fisicamente, ponto. Os homens são mais fortes. E daí? Fazer o quê?
Ora bolas, façamos do jeito que é.
A moda feminina, a de lingerie, também, é dominada por homens. E daí? Já pensaram que somos mais fortes para proteger vocês? Somos mais criativos porque a inspiração vem de vocês, mulheres?
“Um homem pode ir ao fundo do fundo do fundo se for por você
Um homem pode tapar os buracos do mundo se for por você
Pode inventar qualquer mundo, como um vagabundo se for por você. Basta sonhar com você…”. (Chico Buarque).
As melhores coisas do mundo são criadas pelos homens, para as mulheres, incentivados pelas mulheres, para impressionar as mulheres.
As piores também.
Por isso, as mulheres vivem muito mais que os homens. Cadê a igualdade?
O negócio não é ser igual é ter respeito, um pelo outro. Não é competir para ver quem, no fim, é mais infeliz.
E não me venham com palavrões como “empoderamento” e “feminicídio”.
“Empoderamento”. Palavra mais que ridícula. Mirem-se no exemplos das Mulheres de Atenas.
Mirem-se em Cleópatra. Ao contrário do que imaginam, ela não era nenhuma Elizabeth Taylor, era feia de dar dó. Mas tinha “aquilo”, tinha charme, para fazer o que quis com Júlio César, Marco Antônio e a cobra.
Por falar em cobra, e o Adão?
Machista é um babaca? É. E o feminino babaca de machista é feminista.
As mulheres são maioria, mas elegeram Trump e Bolsonaro. E agora Josefa?
“Feminicídio” é igual homicídio.
Homem não mata mulher só porque ela é mulher. Homem mata porque alguns são monstros. E monstros matam mulheres, homens mais fracos, velhos, crianças, bichos e árvores.
Mulheres também matam, nem sempre com faca ou bala, mas matam.
“Lei Maria da Penha”? Claro! Tá certa. Tem que existir, agir e castigar os covardes.
Mas e mulheres que usam a “Maria da Penha” para bater em homem, chantagear homem e usar a lei como meio de vida? Sabiam que na “Maria da Penha”, a mulher tem sempre razão, mesmo quando a violenta é ela? Uma delegada de polícia me contou.
Mulheres queridas e idolatradas vocês são a prova mais bonita da existência de Deus e do Diabo na terra do sol. Da neve também.
Tenho a sorte de ter mãe e três irmãs. Todas muito mais fortes que eu. Todas protetoras e protegidas.
Sejam mais femininas que feministas. Só têm a ganhar, sem precisar ir à luta.
“…Gata Borralheira, você é princesa, dondoca é uma espécie
em extinção”.
Homem de verdade não quer vantagem, não quer desvantagem, nem igualdade. Homem de verdade quer mulher de verdade. Ama e não mata.
“Se você quiser um amante, farei qualquer coisa que me pedir. E se você quiser outro tipo de amor, coloco uma máscara por você. Se você quer um parceiro, pegue minha mão. Eu sou teu homem” (Leonard Cohen).
Por isso, não provoque, é cor de rosa choque. E menino é azul, como a Terra é menina.
PS: Feliz 7 e 9 de março. Amo todas vocês.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *