Indulto aos brasileiros e cadeia nos criminosos

Imagem: Arquivo Google – Abc do Abc

Em que mundo vive o ministro Marco Aurélio Mello, do STF? Primeiro, ao apagar das luzes antes do recesso, concedeu uma liminar mandando soltar cerca de 165.000 presos condenados em segunda instância. Agora, diz que “o indulto de Natal é uma tradição no Brasil”.
Pra mim, tradição é uma coisa que vem acontecendo há muito tempo porque alguém assim decide em cada tempo. Não é mandatório. Se não existir, não fere a lei, fere a tradição… se todas as nossas tradições fossem cumpridas, quão melhor seriam nossas vidas?
E justifica sua opinião argumentando que “o sistema carcerário brasileiro é uma panela de pressão”. Ou seja, para aliviar a pressão, ele sugere indultar condenados. Seguindo essa lógica, a polícia deveria parar de prender, e a Justiça, de condenar. Parafraseando Romário, o ministro Marco Aurélio calado é um poeta! Rs
Narcisismo, megalomania e/ou compadrio de juízes do Supremo também se tornaram uma tradição no Brasil, como a corrupção, a violência e a impunidade. E nem por isso devem ser preservados.
O senhor ministro Marco Aurélio afirma que penitenciárias são “panelas de pressão”. Quer saber onde está realmente a panela de pressão? Pergunte ao povo brasileiro. Somos mais de 200 milhões prestes a explodir.
Se temos muitos presos, é porque temos muitos crimes e a polícia fez seu trabalho, daí precisamos melhorar nosso Sistema Carcerário e não soltar criminosos… esta solução é semelhante àquela de tirar o sofá da sala… me desculpem…
O presidente nos estertores do se mandato, acatando parecer do defensor público federal em exercício, parece estar inclinado a editar o indulto de fim de ano, o solta-preso para ter menos trabalho. Parece ser a solução genial preconizada pelos falsos especialistas para diminuir a população carcerária.
Estão errados. País com muito bandido tem que construir mais presídios. Mostrem depois do indulto a estatística de quantos indultados voltam para acabar de cumprir a pena. Vão errar de novo.
Dependendo dos agraciados com o tal indulto, provavelmente ele sucumbiu ao corporativismo corrupto do Congresso Nacional. Veremos se, ao apagar das luzes de 2018, Temer sairá da presidência pela porta da frente ou dos fundos. A conferir.
Não entendo a fixação que determinadas autoridades têm para beneficiar presos.
Presidente, conceda indulto para os milhares de brasileiros que estão presos nas péssimas camas de hospitais públicos, conceda indulto para as milhares de crianças que estão presas às péssimas condições das escolas públicas, conceda indulto para os milhares de trabalhadores que estão presos em suas casas, enquanto s bandidos andam livres pelas ruas. Chega de beneficiar e proteger quem causou mal a sociedade.Indulte os brasileiros e mantenha os criminosos na cadeia.
“Indulto é tradição no Brasil”, disse o insuperável ministro Marco Aurélio Mello no luscofusco da dúvida do presidente Temer sobre a concessão do indulto de Natal. Respeitar as decisões do colegiado e não fomentar a insegurança jurídica com explícitas malcriações de perdedor sempre foram tradições no Supremo. A continuar o estrelismo monocrático de alguns magistrados, o Brasil será a verdadeira panela de pressão a que se referiu Marco Aurélio, sobre as penitenciárias de hoje.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *