Comprometimento e solidariedade. Incapacidade e negligência…

Imagem: Arquivo Google – ..::TV BURITI NET::..

No Brasil temos órgãos, códigos e políticas voltadas para a mineração. A permear as interações desses mecanismos encontramos a promiscuidade entre políticos e empresas mineradoras. Diante de tamanhas tragédias, anunciam a criação de novos órgãos para estudar o que ocorreu. Não necessitamos de nada novo, carecemos de políticos com vergonha na cara e de punições exemplares.
Até quando deixaremos o capitalismo egoísta acabar com a humanidade? Será que a ignorância é tão grande que não se vê que, acabando com o meio ambiente, não haverá ar, água nem comida e, sem eles, não haverá mais vida? A natureza tem mostrado seu poder e está dando vários sinais de alerta, mas o ser humano se acha mais poderoso, corrompido pela ganância.
Mais uma tragédia previsível e anunciada. E da mesma autoria da última, ocorrida em Mariana, há apenas três anos. O mínimo que se espera, desta vez, é que todos sejam responsabilizados: empresa, órgãos fiscalizadores, peritos, auditores. E que as vítimas sejam indenizadas na medida justa de suas perdas, não apenas por danos materiais, mas também por danos morais.
Não só os dirigentes da Vale, mas também secretários de governo e técnicos de órgãos públicos envolvidos no licenciamento da expansão da produção da mina do Córrego do Feijão devem ser responsabilizados e punidos pelo maior acidente de trabalho e ambiental que já ocorreu no país.
Exército, Aeronáutica, Bombeiros, Policiais e militares de vários estados, ajuda internacional de Israel, voluntários. Isso se chama comprometimento e solidariedade e, ao mesmo tempo, mostra a incapacidade do poder público em seus três níveis de lidar com situações de crise.
Mariana era reconhecida pela arquitetura barroca, herdada dos tempos coloniais. Ao pensar em Brumadinho, tornava-se obrigatório lembrar do Instituto Inhotim, o maior museu a céu aberto do mundo. Respirava-se paz e cultura nesses pacatos municípios. Até que a negligência de administradores trouxe para eles a tragédia, e passaram a respirar o medo e macabras estatísticas.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *