O quanto você sabe sobre vinhos?

Imagem de DarkWorkX por Pixabay

A grande questão é determinar o quanto a nossa capacidade de apreciar um (bom) vinho pode ser expandida ao se aumentar o conhecimento sobre esta apaixonante bebida.

Nosso país ainda não é um líder em dados estatísticos sobre as mais diversas facetas do consumo, vinhos inclusive. Nos grandes países produtores, estes dados são de suma importância: determinam os rumos que o negocio do vinho deve tomar para continuar vivo.

Isto tem um grande alcance. Por exemplo, pode determinar que tipos de castas devem ser plantadas, replantadas ou até erradicadas. Na cantina, pode influenciar desde os métodos de vinificação até a destinação do produto: supermercados, lojas especializadas ou alto luxo.

Para os consumidores também é fundamental, pois vai balizar suas compras e definir, em algum momento da vida de enófilo, quais são as suas reais preferências.

Um dos estudos mais recentes, realizado por empresa de “Wine Inteligence”, apontou um curioso resultado: ao mesmo tempo que aumenta o interesse e o consumo de vinhos (nos grandes centros) diminui o grau de conhecimento dos interessados.

Há uma explicação viável que está ligada à facilidade de consultar, sobre qualquer assunto, através da tela de seu smartphone, em um site de pesquisas ou em aplicativos sobre a nossa bebida favorita.

Aparentemente fica fácil se tornar um expert em vinhos, assim.

Quem já teve, em eras Jurássicas, que buscar uma informação numa biblioteca, consultando fichas de catalogação, já deve estar imaginando o que vem a seguir: Se você não sabe como perguntar, não pode avaliar a resposta que vai receber.

Na língua inglesa existe um ditado muito significativo, que cabe perfeitamente nesta situação: “Garbage in, Garbage out” (Garbage significa Lixo).

Degustar um vinho é mais que um ato de engolir um líquido. Começa no momento que se decide ir às compras. São múltiplas escolhas que passam pelas lojas a serem visitadas, as diferentes regiões produtoras e suas castas típicas, os vinhateiros, as embalagens e os preços.

Claro, nada disto faria sentido se, como pano de fundo, ainda não se pensasse numa companhia específica e, talvez, numa boa refeição.

Neste ponto é que sentimos falta, ou não, de um bom conhecimento que nos permita fazer tudo que foi mencionado de forma natural e sem estresse.

Convencidos que estudar sobre vinhos vale a pena?

Se ainda não estão seguros, que tal lembrar que a apreciação de um vinho passa pelos nossos sentidos: cor, aromas, sabores, retrogosto, corpo, textura e muito mais. Sabem avaliar isto tudo e o respectivo grau de importância?

Existem inúmeras publicações sobre esta bebida, que vão das mais simples até tratados sobre vinificação dedicados aos mais eruditos. Se for este o seu estilo, parabéns.

Outro excelente caminho são os famosos cursos sobre vinhos, que vão desde os genéricos até aqueles orientados especificamente para uma região produtora ou tipo de vinho.

Como efeito colateral, estas reuniões acabam se desdobrando em confrarias ou grupos de degustação, onde se conhece novos amigos e se pode experimentar alguns vinhos que estão fora do alcance dos simples mortais.

Um dos cursos mais conhecidos e respeitados são os oferecidos pela ABS (Associação Brasileira de Sommeliers), em suas várias localidades.

As grandes lojas especializadas também oferecem cursinhos, periodicamente. São do tipo “oficina de vinhos” e podem ser adequados a cada estação do ano.

Um de nossos parceiros, a Casa Rio Verde, em Belo Horizonte, está oferecendo um simpático Curso de Vinhos de Verão (mais informações ao final desta matéria), contemplando, ainda, uma oferta de bons vinhos com preços de ocasião.

Para os leitores do Rio de Janeiro, a equipe do O Boletim do Vinho pode organizar uma Oficina de Degustação de Vinhos, desde que haja um quórum mínimo de 10 participantes. Basta mandar um e-mail para este endereço: coluna.do.tuty@gmail.com

Saúde e bons vinhos!


Curso Vinhos de Verão na Casa Rio Verde
Data: 30 de janeiro – 19h30
Valor do investimento: R$130 – sócios do VinhoClube (*) pagam R$91
Inscrições/informações: https://www.casarioverde.com.br/vinhos/cursos
Local: Casa Rio Verde – Praça Marília de Dirceu, 104 – Lourdes – BH
Telefone: 31-3116-2300
(*) Parte do lucro com as vendas do VinhoClube é doado para a Creche Nosso Lar, situada no Bairro Guanabara, na capital mineira.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *