Um Cruzeiro na Aquitânia (França)

Cruzeiro Fluvial – Uniworld River Boutique Cruises – River Royale

Barco River Royale: Foto Internet

Esta semana, minha querida prima Sandra conta sobre a viagem fluvial que fez com suas amigas pela Aquitânia, região no sudoeste da Franca. O passeio, a bordo do River Royal, barco da Uniworld River Boutique Cruises, percorre três rios: o Garonne, o Dordogne e o Gironde. Foram oito dias, de Bordeaux à Bordeaux, pela Rota do Vinho Médoc. A Aquitânia é um destino muito bonito e sua capital, Bordeaux, oferece muita cultura e paisagens de tirar o fôlego. Uma experiência repleta de castelos e vinhas maravilhosas. Uma viagem a Bordeaux pode ser considerada o paraíso para os apreciadores e conhecedores de vinhos e sonho de qualquer viajante.

Bordeaux
Foto Sandra Toledo

A viagem começou em Sarlat, onde ficamos três dias, vindo de Paris. Capital do Périgord, esta é uma das maiores cidades do foie gras da França. Se estiver lá sábado, não perca a feira do foie gras, um deleite para os gourmets. Imperdível também, é alugar um carro e ir visitar a gruta de Lascaux. O fac-simile de Lascaux se situa à 200 metros da gruta original, sobre uma colina que domina Montignac, no coração do vale de La Vézère, classificado patrimônio mundial pela UNESCO, por suas excepcionais riquezas em sítios pré-históricos. Lascaux é a cópia exata em três dimensões da gruta de Lascaux original, fechada ao público desde 1963. É um complexo de cavernas famoso pelas suas pinturas rupestres, melhores exemplares da arte pré-histórica do planeta, encontradas em 1942 e com 17 mil anos!

Arredores de Sarlat indo para Castlenaud
Foto Sandra Toledo

No segundo dia de Sarlat fomos para Rocamadour (amante das rochas). Encravado na rocha, esse cenário secular é palco de um personagem da época de Cristo. Destino de peregrinação há mais de 1000 anos, faz parte de um dos caminhos para Santiago de Compostela e lá se encontra a Virgem Negra. Segundo a tradição, foi onde viveu o eremita Zaqueu de Jericó, morto por volta de 70 d.C., que amava as rochas. Esse lugar é famoso pelos milagres e pelas graças alcançadas. Não deixe de fazer a via Crucis, um caminho que sobe uma montanha, com uma capela para cada cena da caminhada de Jesus. É um passeio lindo e a cidade também muito simpática. Recomendo bastante a visita!

Rocamandour
Foto Sandra Toledo

Ainda em Sarlat fomos visitar o Château de Castelnaud, uma fortaleza medieval lindíssima que foi classificada com o título de Monumentos Históricos em 1980.
Visitamos também o Château de Beynac um dos melhores, mais conhecidos e preservados na região. Sua construção data da Idade Média, dominando a cidade na margem norte do rio Dordogne. O Château de Beynac foi listado como um monumento histórico pelo Ministério da Cultura francês desde 1944 e tem servido como local para vários filmes famosos. Ricardo 1º, conhecido como “coração de leão”, filho de Leonor de Aquitânia, se apossou do castelo em 1.197 por um tempo.
1º Dia: Bordeaux
Viemos de carro de Sarlat e fomos direto para o River Royal para o roteiro Bordeaux, Vineyards & Chateaux. O barco fica parado no coração da cidade e vale muito a pena dar uma volta no mercado de comidas, perto do barco. Você pode experimentar desde as deliciosas terrines da campanha até as melhores frutas da estação. Com capacidade para hospedar somente 130 passageiros, é um barco boutique muito simpático, com inúmeras facilidades tipo: sala de fitness, sauna, jacuzzi, massagem, loja e uma simpática biblioteca. A roupa de cama é 800 fios, bordada com monograma, e os produtos de banho são da L’Occitane. Todas as cabines têm vista para o rio ou para as margens. Nas paradas nas cidadezinhas, você pode pedir bicicletas para passear.
http://uniworldcruises.com.br/

Videiras
Foto Sandra Toledo

2º Dia: Pauillac – Cruzeiro pelo Rio Garonne
Navegamos pelo Rio Garonne, rumo à bela cidade de Pauillac, porta de entrada para a região do Médoc. Poderíamos fazer um tour panorâmico com degustação de vinho em uma das vinícolas da “route des châteaux” ou um passeio guiado de bicicleta pelos vinhedos locais, com degustação. Preferimos o primeiro e fomos no Château Latour, um dos melhores e mais famosos vinhos da região. A história da propriedade data de 1331.

http://www.chateau-latour.com

Château La Tour
Foto Sandra Toledo

3º Dia: Libourne (Saint-Émilion)
Ficamos encantadas com Saint-Émilion! Cidadezinha com arquitetura e vinhedos históricos, os romanos foram os primeiros a plantar uvas nesse local e essa foi a primeira região vinícola a ser protegida pela UNESCO. Construída sobre colinas, tem várias lojinhas interessantes e, imperdível, a Igreja Monolítica, do século 12. Fizemos um walking tour que terminou com uma deliciosa degustação de vinhos.

Vinho St. Émilion
Foto Sandra Toledo

4º Dia: Libourne (Bergerac)
Próxima parada é a cidadezinha de Bergerac, que fica na parte sul do Périgord. Durante o tour a pé, adoramos o mercado local a céu aberto, repleto de orgânicos e que está lá desde a Idade Média em torno de casas de pedra daquela época.  Sem falar que você irá ouvir muito sobre a famosa peça de Edmond Rostand “Cyrano de Bergerac” e sua Roxanne.  Dalí fomos para o Château de Monbazillac, uma charmosa vinícola da era renascentista, com linda vista de seu terraço para o Rio Dordogne. Desde 1941, foi classificado como Monumento Histórico.
http://chateau-monbazillac.com/fr/

Le Vignoble de Bergerac
Foto Sandra Toledo

5º Dia: Blaye – Bordeaux
O dia começa com uma viagem cênica deslumbrante pela Estrada da Corniche Fleurie. O caminho passa pelas vilas pitorescas de Pain de Sucre, Marmisson e Roque de Thau, onde se encontram charmosas casas de pedra do século XIX construídas por capitães de navios, que viajavam para longe, traziam plantas exóticas de países distantes e plantavam em seus jardins. Daí o nome Corniche Fleurie.

Dordogne
Foto Internet

Já em Blaye, fizemos um passeio guiado pela cidadela do século XVII erguida pelo famoso engenheiro militar Vauban. Sua fortaleza e seus túneis são classificados Monumentos Históricos pela UNESCO.  O dia termina no barco a caminho de Bordeaux. Se quiser, eles oferecem uma excursão opcional para conhecer a destilaria Remy Martin Cognac e degustar um dos melhores conhaques do mundo.

Blaye
Foto Internet

6º Dia : Cadillac, Bordeaux
Aqui você vai conhecer e experimentar os famosos vinhos de sobremesa Sauternes, com exclusivo almoço e degustação no Château d’Arche. A vinícola possui um lindo hotel do século XVII, Le Relais de Château d’Arche, com uma magnífica vista das vinhas.
http://chateau-arche.fr

Château d’Arche
Foto Sandra Toledo

7º Dia: Bordeaux
Chegamos a Bordeaux. Capital e a maior cidade do departamento da Gironda, com um porto na margem sul do Rio Garonne, Bordeaux  tem mais de um milhão de habitantes e é famosa em todo o mundo pelas vinhas a seu redor, desde o século XVIII. Foi classificada em 2007 como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, por seu excepcional conjunto urbano. Escolha entre um walking tour ou um passeio guiado de bicicleta pela cidade. Na segunda opção, você passeia pelo Chartrons Quay, um bairro a beira do cais que foi dominado pelos comerciantes britânicos e hoje é repleto de lojinhas e cafés. Pedale pela Rue Notre Dame, passando pela igreja de Saint Louis, até a famosa praça da Bolsa e do Parlamento, antes de voltar para o barco.

Vista do Barco para a Ponte de Pedra em Bordeaus
Foto Sandra Toledo

8º Dia: Bordeaux (Desembarque)
Após o café da manhã, desembarcamos. Foi uma viagem extraordinária. Recomendo muito para quem quer tomar bons vinhos e ver cidadezinhas maravilhosas.
Para terminar uma frase do grande escritor Montesquieu, nascido em Bordeaux:
“É preciso estudar muito para saber um pouco.”
Boa Viagem!

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *