Porque você deve desativar a função "normalizar o volume" no Spotify

O Spotify atualmente conta com cerca de 100 milhões de pagantes mensais, ou seja, é o serviço de streaming de músicas mais utilizado no mundo. Veja como configurá-lo para que você consiga uma reprodução do som com menos distorções, com qualidade.
Por Vitor Valeri
O Spotify atualmente conta com cerca de 100 milhões de pagantes mensais, ou seja, é o serviço de streaming de músicas mais utilizado no mundo. O aplicativo de músicas sempre investiu muito para proporcionar uma boa interface, porém nem tanto na qualidade das músicas. Entretanto, é possível configurá-lo para que você consiga uma reprodução do som com menos distorções e com uma audição mais confortável.
Economia de dados
Se você quer qualidade, esqueça isso. Desative esta função no app, caso queira atingir o bitrate (kb/s) máximo na reprodução das faixas do álbum que você está reproduzindo.
Nos serviços de streaming em geral, já se tem um bitrate baixo por conta da dependência da internet móvel (dados móveis) para se reproduzir as músicas, então não convém diminuí-lo mais ainda. No caso do Spotify Premium (pago), temos a capacidade de reprodução de até 320kbps em formato OGG Vorbis, que é um pouco melhor do que o MP3.

Qualidade da música
Obviamente o melhor a se fazer, caso você seja um usuário exigente com a qualidade das músicas que você escuta, é selecionar no aplicativo a transmissão (streaming) em “altíssima” (High Quality ou Qualidade Extrema), que possui um bitrate de 320kbps. Porém, a título de informação, a qualidade “normal” tem uma transmissão de 92kbps e a qualidade “alta” (high) possui 160kbps.
Em minha opinião, um birtrate abaixo dos 192kbps já denota uma perda considerável na qualidade do arquivo de música reproduzido. Sendo que o ideal é utilizar arquivos com uma transmissão de pelo menos 256kbps ou mais para se obter uma qualidade que não possua muitas distorções durante a reprodução.

Equalização
Não é recomendado utilizar o equalizador do seu celular ou de algum aplicativo e nem efeitos de som (DSP), pois nem todo fone de ouvido consegue responder bem alterações digitais feitas via software. O ideal é que se procure um fone que atenda aos seus gostos por determinada assinatura sonora, que é conseguido através das peças internas (drivers, materiais de absorção de reverberações etc.) e house dos fones de ouvido.
Normalizar o volume
Nas configurações do Spotify há uma opção chamada “normalizar volume”, que tem a função de forçar as faixas reproduzidas a ficar em um mesmo volume ao longo da reprodução de um álbum ou playlist. Ao fazer isso, você aplicará uma equalização na música, fazendo com que os decibéis de todas as frequências sonoras reproduzidas aumentem. Essa alteração causará uma distorção do som reproduzido pelo seu fone de ouvido ou caixa de som.
A distorção ocorre primeiramente porque você está introduzindo de maneira digital e forçada, um aumento de volume em toda a música, causando um desequilíbrio tonal. Qualquer alteração na música sempre deverá ser feita durante a mixagem e masterização das faixas de música.
Além disso, amplificar um som de maneira digital não é a mesma coisa que utilizar um sistema de um amplificador que fará a amplificação do sinal com menos distorções possíveis.
Ou seja, ao ativar a função “normalizar volume”, você colocará por água abaixo a sua assinatura Premium do Spotify que lhe dá direito a uma qualidade de som superior.
Fonte: Oficina da Net

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *