Assim como o Chrome, Firefox irá passar a marcar sites HTTP como inseguros

Há um ano a Google decidiu investir em segurança na internet e para isso decidiu atualizar o seu navegador, Chrome, para que detectasse todos os sites HTTP como inseguros. Para não ficar para trás, Mozila também fará o mesmo no Firefox.
Por Vitor Valeri
Há um ano a Google decidiu investir em segurança na internet e para isso decidiu atualizar o seu navegador, Chrome, para que detectasse todos os sites HTTP como inseguros. Diversos usuários não concordaram com a decisão da empresa, porem ela já se encontra em prática atualmente.
Para não ficar para trás, a desenvolvedora de browsers Mozila irá modificar também o seu navegador para que passe a acusar sites HTTP como não seguros. Em breve a empresa pretende fazer com que apareça um aviso aos seus usuários mostrando que é inseguro acessar tais sites.
A nova restrição de sites já está em testes há algum tempo e pode ser acessada pela versão estável do Firefox caso o usuário deseje. Porém, com a atualização para a septuagésima (70ª) versão do navegador essa restrição será padrão para todos.

Caso você já queira utilizar a novidade, basta alterar algumas chaves do navegador. Para realizar a modificação, você terá que escrever no campo para digitar os sites “about:config” e em seguida dar um duplo clique nos seguintes itens:
insecure_connection_text.enabled
insecure_connection_icon.pbmode.enabled
insecure_connection_text.pbmode.enabled
A versão que irá conter a restrição de sites chegará em breve, acredita-se que a atualização ocorra no mês de outubro. Está mesma versão do navegador também possuirá novas funcionalidades como, por exemplo, a possibilidade de verificar se as senhas utilizadas pelo usuário estão inseguras.
Fonte: PPLWare
Fonte: Oficina da Net

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *