O deputado “PEÇOLISTA” e suas ofensas

Foto: Arquivo Google – YouTube

Deputado — de-&*#§-do — do “PIÇOL” só conseguiu ofender, como sempre, a si próprio, ao seu partido (???) e à esquerda.

Respondeu o Ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, com a elegância e precisão de sempre:

”Deputado, o senhor não tem fatos nem argumentos. O senhor é um desqualificado para exercer esse cargo.“

Pouco antes o Ministro havia respondido ”piçolisto”: “Não existe nenhum fato que possa ser invocado contra meu trabalho no ministério da Justiça protegendo X ou Y em qualquer investigação! Quem protegeu milícia foi o seu partido na votação do projeto …“ e nesse momento o Ministro foi interrompido para impedi-lo de citar os fatos. A verdade dói.

Deputado Éder Mauro então gritou para o desqualificado: “Sua mãe é uma bandida!“

Instalou-se a balbúrdia e a sessão foi encerrada.

Vamos aos fatos: a mãe do desqualificado deputado é a ex-prefeita de Nova Friburgo (RJ), Saudade Braga, e foi condenada em 1ª instância no processo 0005162-11.2010.8.19.0037, acusada de desviar dinheiro público.

Afastada do cargo ela recorreu da decisão e acabou absolvida em 2ª instância pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), por unanimidade.

A esquerda é assim. Vive na corda bamba. No mínimo.

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  • Avatar
    PLINIO CHARTUNI , 13 de fevereiro de 2020 @ 21:25

    Gostei dos termos: “Piçol” e “piçolisto”. Excelente matéria.
    Lucia Sweet, eu lhe enviei uma mensagem muito importante no Face Book. Sei que, como eu, não frequenta muito essa rede social, porém não tive outra alternativa para contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *