O VW up! vai sair de linha? Veja porque torcer para que não


Durante 10 dias, convivi com esse carrinho azul metálico aí das fotos. O up!, (com as minúsculas e o ponto de exclamaçãoque a montadora usa para grafar seu nome) Tsi Connect. A versão Connect foi lançada em 2017, como série especial e o exemplar que você vê aqui é dessa primeira safra. Em 2019, porém, a Connect acabou sendo incorporada definitivamente à linha. Você pode conferir a minha avaliação no vídeo que produzimos para a TV Rebimboca (no link abaixo).

O up! foi lançado na Europa em 2011, para ocupar o posto de carro de entrada da linha da Volkswagen. Seu desenho é do brasileiro Marco Antônio Pavone, que hoje é o gerente de design da Volks na Alemanha. A pretenção não era que ele se transformasse em um ícone popular, como foi o Fusca. Quando chegou aqui no Brasil, em 2014, o carrinho sofreu algumas modificações: ganhou mais seis centímetros e meio no comprimento, 64 litros de espaço no porta-malas e perdeu a tampa de vidro na traseira – a nossa é fabricada em chapa de aço.

No começo, havia opções de duas ou quatro portas e uma variedade razoável de opções de versões, sempre com motor de três cilindros aspirado ou turbo. Aos poucos, a linha foi sendo enxugada e, hoje, há apenas três versões nas lojas: a de entrada é a MPI, com motor aspirado de 82cv. As outras duas são a Connect (que estamos mostrando neste vídeo) e a Xtreme – as duas com motor turbo de até 105cv.

Será que vai ou fica?
É fato que o up! nunca chegou a ser um fenômeno de vendas, nem chegou perto dos feitos de seu bisavô, o Fusca. E parte da explicação pra isso pode estar no seu preço, que começa em quase R$ 50 mil, enquanto seus concorrentes diretos – Ford Ka, Fiat Mobi e Renault Kwid, oferecem versões pelo menos 5 mil reais mais baratas. A Volks se justifica dizendo que essa diferença de preços tem a ver com os materiais e a qualidade de contrução de seu modelo, que tem nota máxima nos testes de colisão do Latin Ncap. Pode ser. De qualquer modo, desde o seu lançamento, o up! Já ultrapassou a marca de 300 mil unidades produzidas em Taubaté, o que num mercado tão disputado não é pouco.

Ainda assim, talvez tendo modelos anteriores como o Fusca, a Brasília e o próprio Gol – todos com vendas bem mais expressivas no currículo – como parâmetros, muita gente anda especulando que a vida que resta para o up! na linha de montagem aqui no Brasil não seria longa. Com uma plataforma própria, diferente da que é utilizada em boa parte dos outros modelos atualmente em linha – como o Polo, o T-Cross –, ele poderia acabar sendo antieconômico para a montadora.

Não tenho como confirmar ou negar esse boato. Em princípio, todo e qualquer modelo produzido atualmente está fadado a deixar de ser fabricado em algum momento. Na mesma linha, o Gol (e seus derivados) e o Fox também usam uma plataforma diferente – e, nesse caso, até mais antiga que a do up!. Pessoalmente, por gostar bastante do carrinho (eu e quase todos os jornalistas especializados, por sinal), espero que esse momento ainda demore mais alguns anos para chegar. Ágil, econômico, muito bem projetado (tudo nele é, no mínimo, muito funcional), quando se for, deixará saudades.

VW up! Connect 2020
Ficha técnica
(dados da fábrica, gasolina/etanol)

MOTOR
Dianteiro, transversal,
três cilindros, 12 válvulas
999 cm³, turbo
Potência(cv): 101/105 @ 5.000 rpm
Torque (kgfm):16,8 @ 1.500 rpm
DESEMPENHO
Acel. 0 a 100 km/h: 9,5s/9,3s
Vel. máx (km/h): 181/183
FREIOS
Diant: discos ventilados
Tras: tambor
DIMENSÕES (mm)
Comp: 3.689; Dist. entre eixos: 2.421
Larg. (sem/com retrovisor): 1.645 / 1.914
Altura 1.504
Peso: 922kg
Cap. Porta-malas: 285 litros
Tanque de comb: 50 litros
Direção elétrica
Transmissão manual de 5 vel.
Rodas/pneus: 5,5Jx15 / 185/60 R15
Preço: a partir de R$ 54.890

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *