Coronavírus

Nem todos os os casos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, se manifestam da mesma forma. Para ter consequências mais graves, o vírus Sars-Cov-2 precisa percorrer um longo caminho até chegar ao pulmão.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia pelo surto de coronavírus, que até o fim tarde desta terça-feira (17) tinha 291 casos confirmados no Brasil pelo Ministério da Saúde.

A primeira morte no país por causa da Covid-19 ocorreu nesta segunda-feira (16) no estado de São Paulo, o Sars-Cov-2 atua da mesma forma que outros vírus respiratórios, como o da gripe, por exemplo.

A porta de entrada do novo coronavírus no corpo se dá pelas vias aéreas superiores — nariz e garganta, por exemplo. “Então, é comum o paciente manifestar sintomas nesses lugares, como coriza e dor de garganta.

É na menor parte dos casos que o coronavírus avança e chega às vias aéreas inferiores: traqueia, brônquios (onde ele pode causar inflamação) e alvéolos. Os alvéolos são pequenas estruturas que compõem o pulmão, e funcionam levando o oxigênio à corrente sanguínea.

Nos casos graves, que são mais raros, ele causa insuficiência respiratória, por conta do comprometimento dos alvéolos.

O vírus age fazendo com que se acumule líquido nos alvéolos, no lugar de ar, e causando insuficiência respiratória.”

A situação pode variar de quadros mais leves, em que uma pequena parte do pulmão é afetada, até casos mais graves, quando uma grande parte dos dois pulmões fica comprometida.

https://web.facebook.com/resendedrfernando/videos/814628685679824/

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *