Más intenções

Acho interessante o número de obrigações que a gente tem e como todos se esquecem que também somos… idosos! E, como todos os serviços estão muito piores do que já…

Continuar Lendo

Frutos da primavera

“Uma andorinha não faz verão.” Mas, mamãe bem-te-vi, moradora da árvore vizinha à nossa casa, acaba de fazer… a primavera, impedindo que os “especialistas” derrubassem seu ninho com ovinhos ou…

Continuar Lendo

As feiras livres

Eu tinha 19 anos quando passei a morar sozinha e, desde então, frequento as feiras livres das imediações. Quando eu era pequena, minha mãe me levava à feira, que era…

Continuar Lendo

O que está acontecendo?

Ontem, durante o dia, subi e desci toda a extensão da Avenida Rebouças de ônibus – 3,3 quilômetros – e também andei a pé por um bom pedaço dela. Fiquei…

Continuar Lendo

Vai para o trono ou não vai?

Falava-se de karaokê, de quem gostava de ir, quem se empolgava e, depois de um tempo, já se travestia de cantor, assumia sua personalidade e estava pronto para dar autógrafos…

Continuar Lendo

Notícias do momento

Imagem: Arquivo Google – foto de Hilneth Correia Durante um período, tive a sensação de que todas as notícias fossem desanimadoras porque acabamos por fazer uso de fontes que utilizamos…

Continuar Lendo

Conciliação e Mediação

Hoje, fui a uma palestra que prometia “Equilíbrio Emocional para Mediadores e Conciliadores: Cultivando estabilidade em meio aos Conflitos”. Como fosse um acréscimo à nossa carreira e um acréscimo com…

Continuar Lendo

Assertivas presidenciais ou “Fazendo de conta que nada”

Ouço, meio desligada, sobre um pai que estuprava sua própria filha desde que ela tinha 4 anos. Preso em flagrante, o delegado se depara com o terror da menina temendo…

Continuar Lendo

A mesmice e o extraordinário Ney Matogrosso

Tenho evitado ver muitos noticiários, ler opiniões e assistir a arranca-rabos porque tudo anda numa mesmice tediosa: a agressividade das pessoas a todo vapor e a ausência geral de desconfiômetro!…

Continuar Lendo

As cores quentes

Andei – e ando ainda – meio cheia dessa coisa tão desagradável que é não existir meio termo, não existir cinza, só existir preto e… preto!! É isso mesmo: não…

Continuar Lendo