Walter Navarro
Escritor, jornalista e roteirista publicitário. Foi colunista do jornal O Tempo, em BH. Tem suas colunas publicadas também nos sites USINA DAS PALAVRAS e EL THEATRO.

Lei Maria da Penha para Augusto Nunes?

Acho que não cabe. Augusto Nunes não é Jó e muito menos Buda. Todavia e cotovia, acho Verdevaldo merece a Lei Maria da Pemba. Não, pensando bem, não seria um…

Continuar Lendo

O fim das Viagens de Gulliver no Brasil

Mais uma vez Bolsonaro e Paulo Guedes leram meus pensamentos mais antigos, logo, fizeram mais um gol de placa. O plano é que roças com menos de cinco mil almas…

Continuar Lendo

Feliz ano novo, Carlos

Não. Não é o Carlos Bolsonaro. É o Drummond de Andrade que, hoje, dia 31, faria 117 anos. Dizem as boas línguas que Carlos é o maior poeta do Brasil.…

Continuar Lendo

O Porteiro que ouvia Vozes e o Ricardão

Este Bolsonaro só me dá alegria! Não há Mastercard ou Boquete que paguem o indizível prazer de ouvir e ver, na GloboNews, hoje, o que Bolsonaro falou, ontem, lá nos…

Continuar Lendo

É uma dor Canalha!

Walter Franco morreu para vocês, filhos ingratos! Para mim, até há pouco, ele estava vivinho da Silva. Há coisa de uma semana, postei aqui no Face, minha música favorita do…

Continuar Lendo

Alô torcida do Flamengo, aquele abraço!

Desde 1993 eu buscava a oportunidade de cantar este trecho lindo, da canção “Biscate”, do Chico Buarque: “…Vives na gandaia e esperas que eu te respeite, quem que te mandou…

Continuar Lendo

O Bolsonaro tem fome de quê?

Há muito não escrevo sobre o meu, o teu, o vosso, o nosso presidente favorito, Jair Bolsonaro. O problema é que ainda tenho bons amigos petistas que detestam, de graça,…

Continuar Lendo

Brumadinho, mon Amour

Sem gozação ou ironia, friamente pensando, cada país tem a tragédia que merece, dependendo de sua grandeza ou decadência. Entre milhares de outros desastres, naturais ou criminosos, em mil países,…

Continuar Lendo

Seixos, pizza e Rock’n’roll

Porque sexo virou gênero, agora só falo de seixos. Palavra bonita que ainda lembra mar, conchas, ondas, algas, piratas e sereias de vida fácil. Seixos também habitam os rios. Aliás,…

Continuar Lendo

Semeando e brincando nos campos do Senhor

Bonjour! Lindo sábado, com todas as árvores funcionando regularmente e um céu constrangedoramente azul. Só falta aquela tempestade com cheiro de terra molhada, ensopada, úmida, melada e quentinha. Pena ter…

Continuar Lendo