Walter Navarro
Escritor, jornalista e roteirista publicitário. Foi colunista do jornal O Tempo, em BH. Tem suas colunas publicadas também nos sites USINA DAS PALAVRAS e EL THEATRO.

A Cultura da Regina de Arte

Eu ia escrever Vagina de Arte, mas desisti. Ave Regina, Ave Rainha. Princesinha. Namoradinha do Brasil. Nunca imaginei Regina Duarte política, ministra ou secretária. Gosto dela, tem um importante papel,…

Continuar Lendo

Nem todo imbecil é nazista…

Mas todo nazista é idiota. Mais idiota, imbecil e nazista é quem acusou o aloprado Roberto Alvim de ser nazista. Primeiro, ele não escreveu aquilo. Segundo, ele não sabia o…

Continuar Lendo

A Hora dos Ruminantes

Falar mal do Bolsonaro é fácil porque ele não usa armadura. O Adélio sabe bem disso. Já os imbecis de plantão, pensando com o intestino grosso, afirmam que Bolsonaro encenou…

Continuar Lendo

A Hora dos Ruminantes

Falar mal do Bolsonaro é fácil porque ele não usa armadura. O Adélio sabe bem disso. Já os imbecis de plantão, pensando com o intestino grosso, afirmam que Bolsonaro encenou…

Continuar Lendo

A elegia e o elogio da Canalhice

Ontem, segunda feira, às 22h, sem dentista marcado ou coisa melhor para fazer, resolvi acompanhar mais uma entrevista com o Reserva Moral da Nação, o ministro da Justiça e Segurança…

Continuar Lendo

Deleta-me

“Consta nos astros, nos signos, nos búzios, eu li num anúncio, eu vi no espelho. Tá lá no evangelho, garantem os orixás. Consta nos autos, nas bulas, nos dogmas. Eu…

Continuar Lendo

Selvagens Cães de Guerra e Carneirinhos

Anteontem eu disse que não haveria guerra. Ontem, o Irão soltou seus rojões e bombinhas de São João, só para constar e fazer boi dormir. Logo antes, recebi umas 69…

Continuar Lendo

A Peônia de Teerã e a Ira do Irã

A música brasileira tem melodias; letras lindas, doidas e esquisitas. Tem muita coisa no antes, no durante e no depois do Clube da Esquina que não há cristão que entenda.…

Continuar Lendo

Dois Papas, Um Jesus e Vários Idiotas

Fernando Meirelles, há muito tempo, é o melhor cineasta brasileiro. Primeiro porque está vivo, segundo porque não tem concorrência. O Cinema brasileiro continua uma chatice e fiel à maldição: “O…

Continuar Lendo

A vida, o cansaço, a morte e o descanso do Guerreiro

Prometi que só voltaria a escrever no ano que vem, que chega a galope. Estava quietinho no meu canto, curtindo o fim de um feliz Natal, em Barbacena. Mais aí…

Continuar Lendo